Anatel autoriza venda da Vivo para a Telefónica

Agência reguladora diz que operação não traz prejuízos à competição ou aos usuários

A compra da participação da Portugal Telecom (PT) na Vivo pela Telefónica recebeu o sinal verde da Procuradoria Especializada da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). Parecer do procurador-geral da agência, Marcelo Bechara, recomendou ao Conselho Diretor do órgão regulador a aprovação do pedido de anuência prévia encaminhado pela Telefónica em 29 de julho. O documento foi enviado aos conselheiros da Anatel, que analisarão a anuência.

As duas empresas europeias, a Portugal Telecom e a Telefónica, disputam o controle da Vivo desde 2007. Entenda a disputa através do infográfico abaixo.

Em entrevista à Agência Estado, Bechara explicou a análise da operação de aquisição do controle total da Vivo pelo grupo espanhol. -

- É uma operação relativamente bem simples. Um sócio está deixando a empresa, não está entrando ninguém novo. Então, é uma movimentação societária bem simples.

Para recomendar a aprovação da anuência prévia, Bechara levou em conta as análises feitas pela área técnica da agência, que consideraram que a operação não traz prejuízos à competição ou à prestação de serviços ao usuário.

No parecer, o procurador cita que, "sob a ótica da área técnica, a presente operação foi vista como algo concorrencialmente positivo, tendendo a aumentar a competitividade/produtividade e a melhorar a execução dos serviços".

Essa conclusão foi feita a partir da análise da integração da infraestrutura de rede das duas operadoras, o que pode representar ganho de escala e uma "vantagem competitiva" para a empresa. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: R7, www.r7.com