Anatel não descarta novas suspensões de vendas

Não está descartada a possibilidade de novas suspensões de comercialização

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) não descarta que novas medidas --e até novas suspenções de vendas-- possam ser tomadas em relação à qualidade dos serviços prestados por operadoras de telefonia celular, disse nesta quarta-feira o presidente da agência reguladora, João Rezende.

Rezende afirmou que a autarquia pretende fazer um acompanhamento dos planos de melhoria apresentados pelas operadoras e que as negociações serão mantidas, sem negar que novas suspenções possam ser adotadas.

"Vamos fazer uma avaliação trimestral", afirmou Rezende em audiência pública nas comissões de Ciência e Tecnologia e de Meio Ambiente e Defesa do Consumidor do Senado.

"Não está descartada a possibilidade de novas suspensões de comercialização. Então nós vamos fazer um acompanhamento. Isso não significa que a empresa não possa ser punida novamente", acrescentou.

Em julho, a Anatel decidiu suspender vendas de serviços das operadoras TIM, Oi e Claro em vários Estados do país. O bloqueio só foi revisto em 2 de agosto, quando as empresas apresentaram planos para melhoria da qualidade.

Também presente na audiência, o diretor-executivo do SindiTelebrasil, que representa as principais operadoras, Eduardo Levy, ressaltou a necessidade de instalação de mais antenas para melhoria dos serviços prestados, mesmo que as empresas compartilhem a infraestrutura.

"Não há alternativa no país a não ser ampliar e muito a quantidade de antenas que temos. Nós não temos como sair dessa situação", afirmou Levy, acrescentando que há um grupo de trabalho designado para que a instalação de infraestrutura para a tecnologia móvel de banda larga de quarta geração (4G) seja feita de forma compartilhada.

Fonte: Yahoo