Após instabilidade nesta quinta-feira, ações da Petrobras agora já sobem quase 5%

Após chegar a cair 6% no início do pregão, as ações ordinárias da empresa, com direito a voto em assembleia (PETR3), inverteram a tendência e passaram a subir.

As ações da Petrobras operavam com instabilidade nesta quinta-feira (23), depois de a estatal divulgar, na véspera, perdas de R$ 6,2 bilhões com corrupção e prejuízo de R$ 21,6 bilhões no acumulado de 2014.

Após chegar a cair 6% no início do pregão, as ações ordinárias da empresa, com direito a voto em assembleia (PETR3), inverteram a tendência e passaram a subir. Por volta de 14h10, operavam em alta de 4,66%, a R$ 13,93.

As ações preferenciais (PETR4), com prioridade na distribuição de dividendos, também abriram em baixa e chegaram a cair quase 9% pela manhã, mas depois reduziram o ritmo de queda. No mesmo horário, recuavam 2,44%, a R$ 12,80. A situação é pouco usual, já que, normalmente, tanto os papéis ordinários quanto os preferenciais costumam seguir a mesma tendência na Bolsa.

Analistas ouvidos pela agência de notícias Reuters destacaram negativamente dados relacionados ao endividamento da estatal e perspectivas quanto ao fluxo de caixa, bem como o anúncio de não pagamento de dividendos, embora tenham considerado que a divulgação dos resultados auditados traz um "alívio".


Fonte: UOL