Após pregão instável, Bovespa garante a quinta alta seguida

Ibovespa teve valorização de 0,15%, fechando aos 53.233 pontos

Depois de um pregão instável, em que houve oscilação nos terrenos positivo e negativo, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) "garantiu" uma pequena valorização no fim do dia. Foi o quinto pregão seguido de ganhos.

O índice Ibovespa, referência para o mercado nacional, teve alta de 0,15%, fechando a terça-feira (21) aos 53.233 pontos. O volume financeiro negociado foi de R$ 4,8 bilhões, em linha com a média das últimas semanas. Entre os ativos de maior peso na carteira do Ibovespa, Petrobras PN caiu 0,25%, para R$ 31,82; Vale PNA avançou 1,47%, a R$ 31,56; Itaú-Unibanco PN ganhou 0,09%, a R$ 32,60; BM&FBovespa ON caiu 0,34%, cotada a R$ 11,71; e Bradesco PN teve desvalorização de 1,02%, a R$ 29,05.

Discurso do Fed

Os agentes também assimilaram as declarações do presidente do Federal Reserve (Fed), banco central americano, Ben Bernanke. Em depoimento no Congresso, ele disse que dispõe das ferramentas necessárias para reverter os programas extraordinários de apoio ao mercado e que espera inflação sob controle até 2011.

O chefe da autoridade monetária também notou que o ritmo de contração da economia parece estar perdendo força de forma significativa depois do forte recuo no final de 2008 e começo de 2009. Bernanke notou que, nos últimos meses, houve algumas melhorias expressivas no mercado financeiro. Balanços Diversas empresas divulgaram seus resultados trimestrais no dia. A fabricante de máquinas pesadas e tratores Caterpillar reportou uma queda de 66% no lucro trimestral, mas revisou para cima a previsão de lucro para todo o ano de 2009.

A Continental Airlines também registrou resultado negativo e anunciou novas demissões. Por outro lado, a Coca-Cola teve aumento de 43% em suas operações mundiais, com destaque para o alto consumo do produto na China e na Índia. A United Airlines reportou lucro de US$ 28 milhões.

Outros mercados

Nos Estados Unidos, o fechamento dos principais índices mostrou valorização. O Dow Jones, referência para Wall Street, terminou a terça-feira com alta de 0,77%, para 8.915 pontos, enquanto o indicador Nasdaq, de ações de tecnologia, subiu 0,36%, para 1.916 pontos. O índice FTSEurofirst 300, referência das principais ações europeias, subiu 0,80%, para 888 pontos, o maior fechamento desde 6 de janeiro. Entre os principais mercados, Londres teve baixa de 0,85%, Frankfurt ganhou 1,27% e Paris subiu 0,98%. Na Ásia, Tóquio passou por ajuste de preço depois do final de semana prolongado e subiu 2,73%.

Fonte: g1, www.g1.com.br