10 ações de empresas que mais subiram e caíram nesta semana

10 ações de empresas que mais subiram e caíram nesta semana

Com isso, setembro ainda é positivo em 7,58% ao principal índice da bolsa brasileira.

O Ibovespa encerrou a semana praticamente no zero a zero, acumuando uma leve alta de 0,09%, aos 53,797 pontos. Com isso, setembro ainda é positivo em 7,58% ao principal índice da bolsa brasileira.

O desempenho semanal foi marcado pela cautela adicional antes da reunião de política monetária do Federal Reserve, na próxima semana. Voltou a crescer a expectativa pelo futuro da política monetária nos Estados Unidos. Além disso, diante do fim de semana, muitos investidores preferiram manter posições defensivas pela possibilidade de alguma novidade na crise síria.

O clima de cautela foi reforçado pelo noticiário político. Após o início das conversas entre a Síria e a Rússia, cresceu a possibilidade de uma saída diplomática para a crise deflagrada pelo uso de armas químicas nas proximidades de Damasco. Mesmo com essa perspectiva positiva no radar, a Casa Branca reafirmou que mantém militares de prontidão para uma eventual intervenção contra Bashar Assad.

Em alta

As ações ordinárias da Eletrobras (ELET3) ficam com a maior alta do Ibovespa no desempenho semanal. Em meio à uma reestruturação, a companhia tem atraído atenções do mercado.

O presidente da Eletrobras, José da Costa Carvalho Neto, disse nesta semana que o Programa de Incentivo ao Desligamento (PID) deve fechar com uma adesão de 5,4 mil funcionários, o que reduziria a força de trabalho da estatal dos atuais 28 mil para 23 mil empregados.

O PID faz parte da estratégia da Eletrobras de reduzir os seus custos após a Medida Provisória (MP) 579, que provocou uma perda anual de R$ 8,75 bilhões na receita de todo o grupo.

As ações da Eletrobras já acumulam ganhos de 22% em setembro.

Fonte: Exame