Auditoria feita pelo Jornal Meio Norte revela aumento de até 20% nos preços

Auditoria feita pelo Jornal Meio Norte revela aumento de até 20% nos preços

A comparação realizada esta semana pelo Jornal Meio Norte observou que três dos quatro estabelecimentos pesquisados tiveram aumento no preço final

Nesta semana, três das quatro grandes redes de supermercados da capital que entram na pesquisa de preços realizada semanalmente há mais de um ano pelo Jornal Meio Norte apresentaram preços mais elevados do que observados no início da semana e divulgados na última quarta-feira, dia 09 de outubro.

Apenas um dos supermercados pesquisados apresentou preços para o total da cesta mais baixos. Dentre eles, três apresentaram percentuais de variação de aumento de preços, mas com números inferiores a 20%. O Hiper Bompreço registrou dentro do comparativo a única queda de preços, com percentual negativo de -0,89%. O supermercado registrou ainda a menor quantia para o total de itens listados (R$ 155,25) ocupando a primeira colocação como o supermercado mais vantajoso para o consumidor nesta semana e confirmando a primeira posição adquirida na segunda e terça-feira, 07 e 08 de outubro.

Ocupando o segundo lugar em economia está o Extra, com total dos itens checado no valor de R$ 165,74 e apresentando a maior taxa de variação percentual de 11,03%. Já o Comercial Carvalho foi o supermercado que teve o terceiro menor valor para os preços checados, R$ 170,57, mas obteve o segundo maior percentual em relação ao aumento dos preços (9,15%). O supermercado Pão de Açúcar teve o terceiro maior percentual de variação em relação ao aumento de preços (8,95%) e conquistou o maior valor checado para o total de itens pesquisados R$ 174,40.

A checagem de preços em dias alternados é uma prática incorporada à pesquisa durante todas as semanas para servir aos leitores e ajudar as famílias a terem ferramentas eficazes para garantir a economia e um melhor controle em relação às compras que realizam.

Aumento de preços chega a quase 17% nos atacados

A auditoria da pesquisa dos atacadistas ficou bastante prejudicada nesta semana por conta da falta, nas prateleiras, de vários dos produtos anotados na pesquisa de preços da segunda feira. Isso porque são itens de grande saída, bastante pedidos pelo consumidor. Os percentuais mostram que apenas um dos estabelecimentos registrou queda de preços ? o Carvalho Mercadão. No entanto, mesmo com a queda da soma, ainda aparece na quarta colocação.

A maior alta foi registrada pelo Maxxi, com uma soma aproximadamente 17% mais cara que a obtida, somando-se os mesmos itens na segunda-feira. Com isso, o atacadista, primeiro colocado geral na pesquisa desta semana, ficou apenas na terceira posição na auditoria. O segundo lugar é ocupado pelo Makro, que registrou alta de apenas 0,1%.

O primeiro lugar é do Atacadão. O estabelecimento do bairro Primavera conseguiu uma soma de R$ 25,12, uma diferença de quase R$ 6,00 em relação ao atacadista menos vantajoso. Em valores percentuais, a soma dos 12 itens no atacadão é 0,8% mais cara do que no começo da semana.











Fonte: Marcilany Rodrigues e Dowglas Lima