Aumenta o número de consumidores inadimplentes entre os meses de novembro e dezembro

O percentual de famílias muito endividadas passou de 11,6% para 10,8% em comparação com dezembro de 2013.

O percentual de famílias endividadas e inadimplentes aumentou em dezembro deste ano na comparação com o mês anterior. Apesar disso, houve queda na comparação com dezembro do ano passado, segundo a Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor, da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

A proporção de famílias com algum tipo de dívida ficou em 59,3% em dezembro, acima dos 59,2% de novembro, mas abaixo dos 62,2% de dezembro do ano passado. O percentual de famílias muito endividadas passou de 11,6% para 10,8% em comparação com dezembro de 2013.

A maior parte das dívidas está relacionada ao uso do cartão de crédito (74,6%), aos carnês (18%), ao financiamento de carros (14,5%) e ao crédito pessoal (9,6%). A maior parte das famílias (52,2%) compromete de 11% a 50% de sua renda com dívidas.

O percentual de famílias inadimplentes, com dívidas ou contas em atraso, ficou em 18,5% em dezembro deste ano. A taxa é superior aos 18% de novembro deste ano e inferior aos 20,8% de dezembro do ano passado. O tempo médio de atraso das dívidas é 60 dias.

A pesquisa da CNC também mostrou o percentual de famílias que não terão condições de pagar suas dívidas: 5,8%. O índice está acima dos 5,5% de novembro deste ano e abaixo dos 6,5% de dezembro do ano passado.

Fonte: O Imparcial