Azul faz voo experimental usando combustível à base de cana

Azul faz voo experimental usando combustível à base de cana

Biocombustível substitui querosene de aviação, derivada do petróleo

A companhia Azul Linhas Aéreas faz nesta terça-feira (19) um voo experimental usando biocombustível produzido à base de cana-de-açúcar. É o primeiro voo da empresa com este tipo de combustível. O jato Embraer 195 com convidados parte do Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas(SP), no começo da tarde com destino ao Rio de Janeiro, cidade que abriga a Rio +20, conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável. O projeto Azul+Verde foi realizado em parceria com a empresa de produtos renováveis Amyris, a Embraer e a General Electric Company. O combustível renovável usado pela companhia foi desenvolvido para atender à necessidade de desempenho equivalente aos combustíveis convencionais derivados do petróleo, como o querosene de aviação.

Executivos da Azul e das empresas parceiras apresentaram o projeto a jornalistas e convidados em Viracopos durante a manhã. O voo experimental será feito com 4,5 mil litros bioquerosene, misturado com querosene de aviação comum, que partirá do aeroporto de Campinas com destino ao Rio de Janeiro às 12h40. A Gol Linhas Aéreas também usará pela primeira vez o biocombustível nesta terça-feira, partindo do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo (SP), com destino ao Rio.

Fonte: G1