Bancários entram em greve nesta terça-feira (30) em Teresina

Bancários entram em greve nesta terça-feira (30) em Teresina

A paralisação por tempo indeterminado faz parte de um movimento nacional de reivindicação de melhorias trabalhistas, como reajuste salarial e maior distribuição nos lucros e nos resultados

Os bancários de todo o Piauí entram em greve a partir de hoje (30), por tempo indeterminado. A decisão foi tomada pela categoria, após não obter avanços na última rodada de negociação, que aconteceu sábado (27), em São Paulo. A greve no Piauí faz parte de um movimento nacional, que reivindica melhores salários e condições de trabalho.

Enquanto os bancários pedem um reajuste de 12,5%, a classe patronal ofereceu um reajuste de 7,35%. A categoria acha que pouco se avançou em relação à ultima proposta da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), que havia ficado em 7%.

“Não houve praticamente avanço nenhum da última proposta para essa de sábado, por isso não tivemos como aceitar isso. O resultado é a greve, que iniciou à 0h de hoje”, disse o presidente do Sindicato dos Bancários do Piauí, Arimatea Passos.

Além do reajuste salarial, os bancários também querem melhor distribuição dos lucros e dos resultados, melhoria de benefícios como auxílio creche, cesta básica, dentre outros. Eles pedem ainda a contratação de mais profissionais, para melhoria das condições de trabalho dentro das agências.

Além disso, os bancários pedem mais segurança para as agências bancárias e melhores condições de trabalho, para que se diminua o número de empregados tendo que deixar suas funções por motivos de saúde.

“Eles apresentaram essa contraproposta em relação ao reajuste salarial e mantiveram-se calados em relação às demais reivindicações”, reclamou Arimatea.

Deverão parar, a partir de hoje, tanto os bancos privados como os públicos. A intenção do sindicato é que cruze os braços o maior número possível de bancários, para pressionar a classe patronal a chegar a um acordo com os empregados.

Os bancários estão há um ano sem reajuste salarial e têm como data-base os meses de agosto e setembro.

Clique aqui e curta a página do meionorte.com no Facebook

Fonte: Pollyana Carvalho