Banco do Brasil tem lucro de R$ 1,8 milhão

O lucro recorrente do trimestre superou os R$ 2 bilhões

O Banco do Brasil registrou lucro l?quido de R$ 1,867 bilh?o no terceiro trimestre deste ano, uma alta de 36,9% em rela??o ao lucro registrado no mesmo per?odo do ano passado.

Desconsiderados os efeitos extraordin?rios, o lucro recorrente do trimestre superou os R$ 2 bilh?es (R$ 2,04 bilh?es), 24% maior do que o observado no mesmo trimestre de 2007. O resultado corresponde a retorno anualizado sobre patrim?nio l?quido m?dio de 30,5% no terceiro trimestre deste ano, ante 26,3% em igual intervalo do ano passado.

O cr?dito total (incluindo carteira externa, interna e presta??o de garantias) alcan?ou os R$ 214,5 bilh?es, crescimento de 6,9% no trimestre. A carteira de cr?dito, no conceito da Resolu??o 2.682 do Conselho Monet?rio Nacional (CMN), encerrou o trimestre com saldo de R$ 202,2 bilh?es, crescimento de 34,6% em 12 meses e de 6,4% em rela??o ao trimestre anterior.

Os ativos totais do BB chegaram a R$ 459 bilh?es (considerada a consolida??o proporcional da participa??o do banco em 12 empresas), uma evolu??o de 30,4% em rela??o ao mesmo per?odo do ano anterior. No trimestre, o crescimento foi de 10,2%.

Ao mesmo tempo em que o BB conseguiu aumentar sua carteira de cr?dito, as provis?es tamb?m avan?aram no trimestre.

De acordo com o balan?o do banco, essas provis?es subiram cerca de 11% no terceiro trimestre, para R$ 1,367 bilh?o.

As capta?es no mercado aberto, que apesar de terem crescido 14,4% na compara??o com setembro do ano passado, recuaram 8,3% em rela??o ao n?vel de junho deste ano.

O ?ndice de retorno sobre patrim?nio l?quido m?dio (ROE), importante na medi??o da rentabilidade de um banco, ficou em 30,5% no trimestre passado, uma melhora sobre os 26,3% verificados no mesmo per?odo do ano passado.

Enquanto isso, o resultado bruto da intermedia??o financeira somou R$ 3,579 bilh?es, queda ante os R$ 3,85 bilh?es do terceiro trimestre de 2007.

O banco informou ainda que at? setembro j? havia negociado R$ 1,5 bilh?o em carteiras de cr?dito consignado de outros bancos.

Fonte: g1, www.g1.com.br