Banco do Brasil fecha quarto bimestre de 2012 com lucro de R$ 12,2 bi

Em 2011, ganhos da instituição haviam somado R$ 12,126 bilhões. No quarto trimestre de 2011, lucro registrado foi de R$ 3,967 bilhões

O Banco do Brasil fechou o quarto trimestre de 2012 com lucro líquido de R$ 3,967 bilhões, crescimento de 33,5% sobre o mesmo período de 2011 e de 45,5% sobre o terceiro trimestre de 2012, informou nesta quinta-feira (21) a maior instituição financeira da América Latina por ativos.

Os números fechados de 2012 mostram que o banco teve lucro de R$ 12,205 bilhões, contra R$ 12,126 registrados em 2011.

A carteira de crédito ampliada do banco chegou a R$ 581 bilhões em dezembro - um avanço de 9,1% frente ao trimestre anterior e 24,9% em 12 meses. A maior alta partiu da carteira de crédito de empresas (PJ), que registrou crescimento de 30,3% em 12 meses. O banco aumentou sua participação no mercado de 19,2%, em dezembro de 2011, para 20,4%, no ano seguinte.

O crédito imobiliário encerrou o ano com saldo de R$ 12,9 bilhões, avanço de 68,5% em 12 meses. No quarto trimestre, o volume contratado atingiu R$ 3,1 bilhões, valor 89% superior ao observado no mesmo período de 2011.

O volume de negócios com pessoas físicas no trimestre chegou a R$ 1,9 bilhão e de pessoas jurídicas, a R$ 1,2 bilhão. No último trimestre, foram contratadas 12.144 operações - crescimento de 59,1% sobre os três meses anteriores.

De acordo com o banco, a remuneração aos acionistas em 2012 somou R$ 4,9 bilhões, equivalente a 40% do lucro líquido, sendo R$ 3,3 bilhões na forma de juros sobre capital próprio (JCP) e R$ 1,6 bilhão em dividendos.

Inadimplência

A instituição financeira diz que o índice de operações vencidas há mais de 90 dias ficou em 2,05% da carteira de crédito, abaixo dos 2,19% verificados no final do terceiro trimestre de 2012, e dos 2,16% no final de 2011. O banco pondera que, no mesmo período, os índices de inadimplência do Sistema Financeiro Nacional tiveram aumento de 3,60%, em dezembro de 2011, para 3,64%, em dezembro de 2012.

Fonte: G1