BC: Brasil e China assinam amanhã um acordo para troca de moedas

Participarão da solenidade de assinatura do acordo de swap de moeda com o Banco Central da China

O Brasil e a China vão assinar na terça-feira acordo de troca de moedas. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, e o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, participarão da solenidade de assinatura do acordo de swap de moeda com o Banco Central da China (People"s Bank of China) em Durban, na África do Sul.

Também será celebrado memorando de entendimento entre o Ministério da Fazenda do Brasil e o Ministério das Finanças da China. Após a solenidade, os ministros darão entrevista coletiva sobre os acordos, ao meio-dia, no horário local (7h horário de Brasília).

Mantega e Tombini participam, em Durban, do encontro de cúpula do Brics, grupo formado por cinco países emergentes: Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Na terça-feira, Mantega e Tombini têm reunião com ministros de Finanças e presidentes dos bancos centrais do grupo. O ministro participa ainda da reunião bilateral entre o Brasil e a China e de um jantar oferecido pelo presidente da África do Sul, Jacob Zuma, a líderes e ministros de Finanças dos Brics.

Mantega retorna ao Brasil na próxima quinta-feira (28) e Tombini volta na quarta-feira (27). Em junho do ano passado, Mantega também anunciou que o Brics criaria um mecanismo de cooperação financeira. Os países do grupo acertaram a formação de um fundo comum de reservas internacionais e manifestaram intenção de assinar um acordo de swap (troca de moedas) entre si.

Fonte: Terra