Bolsas de Valores dos Emirados Árabes Unidos caem; Dubai despenca 7%

A bolsa de Dubai recuava 7,19%, a 1.942 pontos, às 7h01 (horário de Brasília)

As bolsas de valores dos Emirados Árabes Unidos caíam fortemente nesta segunda-feira e devem continuar sob pressão nos próximos dias, até que haja um maior esclarecimento sobre a situação de dívida de Dubai, disseram operadores e analistas.

No primeiro dia de negócios desde que Dubai pediu um adiamento do pagamento de bilhões de dólares em dívida na última quarta-feira, 15 das 32 ações de Dubai abriram no limite de baixa. Em Abu Dhabi, outro emirado, 22 das 60 ações abriram no limite.

A bolsa de Dubai recuava 7,19%, a 1.942 pontos, às 7h01 (horário de Brasília). O índice de Abu Dhabi declinava 8,24%, para 2.670 pontos.

Os papéis do Banco Nacional de Abu Dhabi perdiam 9,7%, depois de a instituição dizer ter US$ 345 milhões em exposição a duas empresas filiadas à empresa Dubai World, que enfrenta os problemas de dívida.

"É muito difícil prever o que vai acontecer ou quando as coisas vão se estabilizar", disse Hashem Montasser, diretor-gerente do banco. "Precisamos de mais esclarecimentos para tomar decisões de uma melhor forma. No entanto, não há necessidade para pânico."

As bolsas dos Emirados Árabes Unidos estiveram fechadas desde a última quinta-feira por causa dp feriado de Eid al-Adha e nesta semana operam apenas nesta segunda-feira e na terça-feira.

"A confiança do investidor leva anos para ser construída e segundos para ser destruída", afirmou Matthew Wakeman, diretor-gerente de ações do EFG-Hermes. "Provavelmente não haverá estabilização até a próxima semana, já que esta semana é curta."

Fonte: Terra, www.terra.com.br