Bovespa inicia mês de junho em alta e acumula ganhos de 45% no ano

Índice Ibovespa teve alta de 2,42%, fechando aos 54.486 pontos

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em alta de 2,42% nesta segunda-feira (1º), atingindo os 54.486 pontos ao fim do primeiro pregão de junho. Com o resultado do dia, os ganhos do mercado brasileiro em 2009 já chegam a 45,1%.

O volume financeiro registrado pela Bovespa, de quase R$ 6 bilhões, mostrou a presença do investidor estrangeiro no mercado brasileiro. No mês passado, até o dia 27, a bolsa nacional teve saldo de movimentação (aplicações menos retiradas) de R$ 5,6 bilhões.

Entre os ativos de maior peso na carteira, Petrobras PN subiu 2,29%, para R$ 35,24; Vale PNA avançou 3,96%, a R$ 33,79; Itaú Unibanco PN ganhou 2,82%, para R$ 32,78; BM & FBovespa ON aumentou 3,60%, cotada a R$ 11,79; e Bradesco PN teve valorização de 1,74%, a R$ 30,38.

Juros futuros

O comportamento dos juros futuros nesta segunda-feira mostrou, de acordo com o economista Antônio Madeira, da MCM Consultores, que há mais espaço para a queda da taxa básica de juros da economia brasileira, a Selic, na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), do Banco Central.

De acordo com Madeira, os números da indústria brasileira, que registrou alta de 1,1% em abril, ficando um pouco abaixo das expectativas do mercado, mostraram que ainda há ociosidade no setor produtivo brasileiro, o que evidencia que há espaço para queda nos juros.

Ao mesmo tempo, o boletim Focus, que reúne as impressões do mercado financeiro para a economia, evidenciou que os bancos ouvidos esperam retração de 0,73% para a economia brasileira em 2009. A inflação pelo IPC-S, enquanto isso, registrou a terceira queda semanal seguida.

Mercados internacionais

Os mercados financeiros tiveram alta em todo o mundo. Nos EUA, os mercados subiram depois que a montadora General Motors recorreu à Lei de Falências norte-americana para reestruturar suas atividades. Nesta segunda-feira, o índice Dow Jones teve alta de 2,6%, enquanto o Nasdaq ganhou 3,06%.

Outro fator importante ocorrido no mercado norte-americano nesta segunda-feira foi a saída da General Motors e do grupo financeiro Citigroup do índice Dow Jones, referência para o mercado de Nova York. As duas empresas serão substituídas, no próximo dia 8, pela Cisco Systems e pela seguradora Travelers.

As bolsas europeias fecharam com forte alta nesta segunda-feira. O FTSE-100, de Londres, encerrou com ganho de 2%, para 4.506 pontos. Em Frankfurt, o DAX fechou aos 5.142 pontos, com valorização de 4,08%. O CAC 40, de Paris, avançou 3,11% para 3.379 pontos.

As bolsas da Ásia também fecharam em alta depois de boas notícias sobre a economia da China. Somente a bolsa de Xangai subiu mais de 3% no dia.

Fonte: g1, www.g1.com.br