Bovespa opera instável com sinais de recessão nos Estados Unidos e na Europa

Na Europa, os mercados registram alta de cerca de 1%

A Bolsa de Valores de S?o Paulo (Bovespa) tem mais um dia de forte instabilidade nesta sexta-feira (17), ainda sob influ?ncia da crise iniciada pelo sistema financeiro dos Estados Unidos e das previs?es de recess?o global. ?s 10h33, o Ibovespa, principal indicador local, ca?a 0,79%, aos 36.155 pontos.

Na Europa, os mercados registram alta de cerca de 1%, em meio ao clima de forte desconfian?a que paira sob o cen?rio global.

Os investidores, no entanto, mant?m a cautela em meio ? combina??o de medidas de est?mulo financeiro e de m?s not?cias econ?micas. Na quinta-feira, esses sinais conflitantes se refletiram em forte volatilidade nos mercados mundiais.

Em dia de sobe-e-desce, a Bovespa iniciou a quinta-feira operando com alta, chegou a cair mais de 8% e recuperou parte das perdas no final do preg?o, encerrando em baixa de 1,06%.

?sia

Na ?sia, as principais bolsas oscilaram entre perdas e lucros modestos no fechamento de uma turbulenta semana de neg?cios. Depois de encerrar a quinta-feira (16) com a segunda maior queda de sua hist?ria (perdas de 11,41%), a Bolsa de Valores de T?quio reagiu nesta sexta-feira (17), e concluiu o preg?o com lucro moderado, de 2,78%.

O mercado de valores de Xangai acompanhou a rea??o observada no Jap?o e tamb?m apresentou ligeiro lucro no encerramento: 1,09%. Mas outras importantes bolsas asi?ticas n?o mostraram a mesma confian?a e terminaram suas sess?es com perdas. Seul caiu 2,73% e Hong KOng, 4,4%.

Fonte: g1, www.g1.com.br