Bradesco e Citibank querem comprar o PanAmericano

Banco do apresentador Silvio Santos sofreu desfalque de R$ 2,5 bilhões e quase faliu

Os bancos Citibank e Bradesco estudam a compra do banco Panamericano, que esteve a ponto de ir à falência no ano passado e é propriedade do grupo liderado pelo apresentador Silvio Santos, dono do SBT (Sistema Brasileiro de Televisão).

Segundo o jornal Folha de S.Paulo, a venda é dificultada por três fatores: o preço do Panamericano, pela condição propícia de crédito que cobriu as dívidas da instituição e pelo apego de Silvio Santos ao banco.

O banco atende as classes mais baixas. São 2,5 milhões de clientes, uma rede de 52 mil agências e pontos de atendimento em todo o país, além de operações com a Caixa Econômica Federal. Em 2010, um desfalque de R$ 2,5 bilhões no orçamento da instituição a deixou à beira de quebrar, mas uma intervenção do Fundo Garantidor de Créditos, entidade privada que recebe recursos dos clientes, permitiu salvar o Panamericano.

No início de novembro, o fundo emprestou ao banco exatamente a mesma quantia que a instituição havia perdido. O pagamento do crédito só começará em dois anos. Outro incentivo importante foi a compra de 35,5% do capital do Panamericano pela Caixa, por R$ 739,2 milhões.

Os dois bancos interessados, segundo o jornal, manifestaram que não se pronunciarão sobre os rumores do mercado da possível compra do Panamericano.

Fonte: R7, www.r7.com