Brasil diminui deficit comercial com EUA

Nos nove primeiros meses deste ano, o superavit da região somou US$ 32,877 bilhões

O deficit no comércio de bens do Brasil com os Estados Unidos caiu de US$ 728 milhões em agosto para US$ 579 milhões em setembro, informou o Departamento de Comércio americano. Entretanto, nos nove primeiros meses deste ano, o deficit brasileiro soma US$ 4,025 bilhões, muito acima do de US$ 1,049 bilhão registrado entre janeiro e setembro de 2008. Por outro lado, os países da América Latina e do Caribe tiveram crescimento de 41,2% em seu superavit no comércio com os EUA em setembro, chegando a US$ 5,349 bilhões.

Nos nove primeiros meses deste ano, o superavit da região somou US$ 32,877 bilhões, ainda muito longe do saldo da troca entre janeiro e setembro de 2008, que foi de US$ 74,297 bilhões. Em setembro passado, 10,7% do deficit total no comércio de bens dos EUA, que somou US$ 49,792 bilhões, foi decorrente das trocas comerciais com a América Latina. Assim como o Brasil, Argentina e Chile apresentaram uma diminuição em seus respectivos déficits comerciais com os EUA em setembro.

Em agosto, a Argentina teve déficit de US$ 230 milhões, maior do que o de US$ 179 milhões em setembro. De janeiro a setembro, os argentinos acumularam um déficit de US$ 1,181 bilhão com os EUA, pouco menor do que o de US$ 1,63 bilhão dos nove primeiros meses de 2008.

Já o Chile passou de um déficit de US$ 381 milhões em agosto para um de US$ 265 milhões em setembro. Nos nove primeiros meses do ano, o Chile registrou um déficit de US$ 1,987 bilhão, menos do que o de US$ 2,807 bilhões de janeiro a setembro de 2008. Por outro lado, México, Colômbia e Venezuela lucraram em seu comércio de bens com os EUA. O superávit do México em seu comércio com os EUA subiu de US$ 3,950 bilhões em agosto para US$ 4,56 bilhões em setembro.

Nos nove primeiros meses do ano, o México somou um superávit de US$ 32,617 bilhões, menos do que os US$ 52,246 bilhões registrados no período similar do ano anterior. Assim como em agosto, a Colômbia registrou em setembro um superávit de US$ 262 milhões. De janeiro a setembro, o superávit colombiano somou US$ 1,476 bilhão, contra um de US$ 1,561 bilhão do mesmo período do ano anterior. O superávit da Venezuela subiu de US$ 1,886 bilhão em agosto para US$ 1,966 bilhão em setembro. Nos nove primeiros meses deste ano, o superávit venezuelano somou US$ 13,304 bilhões, bem menos do que o de US$ 33,626 bilhões de entre janeiro e setembro de 2008.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br