Brasil e Argentina eliminam o Dólar do comércio bilateral e adotam Real e o Peso

Presidentes também assinaram protocolo para construção de usina

O presidente Luiz In?cio Lula da Silva e a presidenta da Argentina, Cristina Kirchner, formalizaram nesta segunda-feira (8) o acordo para que as trocas comerciais entre os dois pa?ses passa a ser feitas em reais e pesos argentinos.

Hoje, as empresas precisam firmar contratos de c?mbio em d?lar com os bancos para exportar seus produtos ao pa?s vizinho. Com o acordo, o com?rcio exterior entre Brasil e Argentina ser? simplificado e a diferen?a entre a cota??o das duas moedas ser? compensada pelos bancos centrais dos dois lados.

Segundo a assessoria de imprensa do Pal?cio do Planalto, at? o final de setembro os bancos centrais do Brasil e da Argentina far?o testes no sistema de compensa??o. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse que a partir de 3 outubro, as empresas j? poder?o fechar contratos de exporta??o em moeda local. Mas as trocas em moeda local n?o s?o obrigat?rias.

Brasil e Argentina assinaram tamb?m um protocolo de inten?es para constru??o da usina binacional de Garabi, no rio Uruguai. A partir de agora come?am os estudos de viabilidade t?cnica e financeira da obra. N?o h? prazo para contrata??o do financiamento para o empreendimento e nem para come?o das obras.

Lula e Cristina tamb?m assinaram outro protocolo de inten?es para que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econ?mico e Social (BNDES) e o Banco de Investimento e Com?rcio Exterior da Argentina (BICE) priorizem financiamentos de obras que sejam complementares para a integra??o regional entre os dois pa?ses. O protocolo n?o prev? troca de investimentos dos bancos nos pa?ses.

Fonte: g1, www.g1.com.br