Dilma: Brasil é e continuará sendo opção segura para investidores

Dilma: Brasil é e continuará sendo opção segura para investidores

Na Fiesp, presidente diz que está empenhada em “melhorar a qualidade do gasto público”

A presidente Dilma Rousseff disse nesta sexta-feira (13), em São Paulo, que o governo brasileiro está ?empenhado em melhorar a qualidade do gasto público?. Foi durante seu discurso no Encontro Econômico Franco-Brasileiro, organizado pela Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), que também contou com a presença do presidente da França, François Hollande.

? O Brasil é e continuará sendo uma opção segura e atraente para os investidores de quaisquer países (...) Mantemos nosso compromisso com a estabilidade e o controle da inflação, que, aliás, fechará 2013 dentro da meta pelo décimo ano consecutivo.

Dilma destacou que ?a essa solidez econômica, o Brasil alia conquistas históricas na área social?. Foi a deixa para a presidente dizer que, nos últimos 23 anos, o programa Brasil Sem Miséria retirou 22 milhões de pessoas da extrema pobreza. Dilma também chamou atenção para os 10 anos do Bolsa Família antes de destacar a concessões feitas durante seu governo.

Concentrando-se no leilão do Campo de Libra, o primeiro para exploração do pré-sal no regime de partilha, Dilma disse que os resultados das concessões feitas nos últimos anos ? de aeroportos e rodovias ? são muito animadores.

? Quero estimular empresas francesas a ampliarem seus investimentos no Brasil. Ganharemos todos: França, Brasil e suas empresas.

Demanda

Destacando parcerias entre empresas francesas e brasileiras, a presidente disse que o Brasil tem uma forte demanda por infraestrutura, devido ao acelerado aumento no movimento de cargas e pessoas nos últimos dez anos.

Dilma ressaltou o passivo e as necessidades não atendidas no passado e disse que essas demandas e as oportunidades de negócios decorrentes delas serão ampliadas com a Copa do Mundo e a Olimpíada de 2016.

? O volume das trocas comerciais entre Brasil e França justifica plenamente a realização de eventos como o de hoje. Nossa corrente de com é da ordem de US$ 10 bilhões. É necessário dizer que ela poderia ser muito maior, pois temos potencial para tanto.

A presidente, que já havia recebido o presidente francês no Palácio do Planalto, ontem, finalizou seu discurso dizendo que a passagem de Hollande pelo Brasil é ?uma das melhores visitas que tivemos nos últimos tempos?.

Fonte: R7, www.r7.com