Pesquisa: Brasil é o 2º país mais atrativo para investidor de fora

País perde apenas para os EUA e é seguido pela China e por Israel

O Brasil é o segundo país mais atrativo para investidores estrangeiros, segundo pesquisa da Deloitte e da Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital (ABVCAP), divulgada na noite de segunda-feira (16). Com 3,56 pontos, numa escala de 1 a 5, o Brasil é seguido pela China (3,46) e por Israel (3,37). Os Estados Unidos lideram a lista com 3,64 pontos.

A pesquisa foi realizada de abril a maio de 2012, com 440 fundos de venture capital, private equity e equity investors de 36 países. Os pesquisados indicaram seus níveis de confiança de acordo com variáveis que podem causar impactos em investimentos financeiros globais, como geografia, indústrias e fatores de mercado. No Brasil, segundo a pesquisa, os setores de destaque para realizar investimentos em venture capital são healthcare IT and services (4,6); em growth rquity, o setor de consumer business (4,7); e em private equity, infraestrutura (4,4).

De forma geral segundo a pesquisa, os entrevistados expressaram níveis médios e baixos em relação a fatores externos que impactam seus negócios como economia, mercados de capitais, políticas públicas e iniciativas de arrecadação de recursos. Mas sobre as oportunidades de investimento, o nível de confiança foi elevado, segundo a pesquisa. Os investidores também mostraram disposição de fazer aportes em seus países de origem.

?Apesar de alguns países já mostrarem sinais de recuperação econômica, os dados revelam que ainda há bastante ceticismo e espaço para uma melhora considerável nos níveis globais de confiança. Os mercados internos voltam a ter atratividade e surgem oportunidades localizadas geograficamente e também em setores econômicos, como os de tecnologia da informação, bens de consumo e serviços?, disse Ricardo de Carvalho, sócio da área de Transaction Services da Deloitte.

Segundo a pesquisa, os brasileiros foram os que apresentaram maior nível de confiança na condução de políticas a favor do investimento em seu próprio país, com uma média de 3,58. Em seguida, ficaram Canadá (3,30), Holanda e Israel (ambos com 3). Os países com menor atratividade no mesmo quesito foram Índia (1,89), Austrália (2) e Japão (2,26).

?O Brasil vem se destacando economicamente de forma positiva em relação a outros países globais, prova disso é que país encerrou 2011 como a 6ª maior economia do planeta e vem atraindo cada vez mais a atenção de investidores estrangeiros, que veem o Brasil como opção viável para alocação de seus recursos. O país se destaca por apresentar cenário econômico consistente, políticas de governo direcionadas ao crescimento sustentável, grande demanda doméstica com oportunidades diversificadas de investimentos na área de private equity e venture capital?, declarou Clovis Meurer, presidente da ABVCAP.b

Fonte: G1