Brasil perde espaço para os chineses no mercado argentino

Apesar de as importações argentinas tanto de produtos brasileiros como chineses terem diminuído por causa de entraves alfandegários

A China avança no mercado agentino, aumentando sua participação em setores nos quais as importações de produtos brasileiros tiveram queda.

Apesar de as importações argentinas tanto de produtos brasileiros como chineses terem diminuído por causa de entraves alfandegários e da crise econômica mundial, a queda brasileira foi significativamente maior: de 45,7% contra 25,1%.

Em oito setores em que a China aumentou suas vendas à Argentina, o Brasil perdeu mercado em seis: papel, calçados, farmacêuticos, instrumentos fotográficos, óticos, médicos e musicais, brinquedos e acessórios de vestuário.

De acordo com o presidente da Abit (Associação Brasileira da Indústria Têxtil, Aguinaldo Diniz Filho, a situação "é preocupante porque a Argentina faz parte do Mercosul". "É um problema que a diplomacia brasileira tem que resolver", diz ele.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br