Brasil poderá retomar exportações de carne para EUA

Vendas de carne industrializada aos EUA estavam suspensas desde maio.

As exportações de carne bovina industrializada para os Estados Unidos poderão ser retomadas a partir da próxima segunda-feira (27), informou o Ministério da Agricultura nesta sexta-feira (24). As vendas de carne industrializada para os EUA estavam suspensas desde o fim de maio.

A certificação da carne vendida para os EUA foi suspensa após autoridades norte-americanas terem detectado, em lotes de carne vindos do país, patamares do vermífugo Ivermectina acima do nível tolerado.

Segundo dados da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec), o Brasil exportou para os EUA, no primeiro trimestre, cerca de US$ 50 milhões em carne industrializada. A princípio, serão liberados 12 frigoríficos localizados em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo, informou o Ministério da Agricultura.

"A decisão de autorizar as vendas para o mercado norte-americano foi do Serviço de Inspeção e Segurança Alimentar (FSIS, sigla em inglês) dos Estados Unidos, que constatou a eficiência dos planos de controle do governo e das empresas para garantir a qualidade da carne", informou o Ministério da Agricultura nesta sexta-feira (24).

"Vitória"

O ministro da Agricultura, Wagner Rossi, avaliou que a reabertura das exportações de carne ao mercado norte-americano representa uma vitória da agropecuária brasileira. ?Trata-se de um reconhecimento da qualidade dos nossos produtos, que certamente terá impacto na conquista de novos mercados", declarou, por meio de nota.

O diretor do Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal do Ministério da Agricultura, Nelmon Costa, que participou das negociações com os norte-americanos, disse que os representantes daquele país verificaram a preocupação do Brasil em escolher os fornecedores e o cuidado dos produtores rurais em respeitar o prazo de carência da aplicação da ivermectina (vermífugo) até o abate dos animais.

Metodologia

O Ministério da Agricultura informou que o governo decidiu adotar a mesma metodologia aplicada pelos norte-americanos para avaliar o nível de ivermectina, a partir do exame no músculo do animal.

?Já fizemos esse procedimento nas últimas análises de resíduo do medicamento em 460 amostras. Em nenhuma delas foi violado o nível de ivermectina permitido pelos Estados Unidos, de 10 partes por bilhão?, disse Nelmon Costa.

A última missão do governo norte-americano esteve no Brasil no período de 31 de agosto a 22 de setembro de 2010. Na ocasião, os técnicos visitaram frigoríficos exportadores de carne bovina termoprocessada localizados em Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Fonte: g1, www.g1.com.br