Brasileiro deve gastar quase 30% mais com os presentes de Natal

Brasileiro deve gastar quase 30% mais com os presentes de Natal

O gasto médio por compra deve ser de R$ 111,39, valor 29% superior aos R$ 86,59 de 2012.

O consumidor brasileiro deve comprar e gastar mais com os presentes de Natal este ano na comparação com o ano passado, indica pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) divulgada nesta terça-feira (19).

O gasto médio por compra deve ser de R$ 111,39, valor 29% superior aos R$ 86,59 de 2012. A quantidade de presentes também será mais generosa: 4,4 por consumidor, ante 4,1 um ano atrás.

A média de gasto com os presentes de Natal em 2013 será de R$ 490,12, sendo que as classes A e B devem gastar cerca de R$ 670,76, contra R$ 413,24 das classes C, D e E. ?Apesar da diferença de renda ser alta, a diferença com o gasto médio é relativamente baixa. O Brasil que vai movimentar mesmo o Natal são as classes C, D e E?, disse Roque Pellizzaro Junior, presidente da CNDL, durante coletiva de imprensa realizada em São Paulo.

De acordo com a pesquisa, a renda média bruta mensal por domicílio entre os entrevistados que afirmaram que vão presentear este ano é de R$ 960 nas classes D e E, e chega a R$ 6.540 entre aqueles da classe A.

O otimismo se deve, em parte, ao fato de 57% dos entrevistados terem afirmado que a situação financeira pessoa melhorou de 2012 para cá.

O estudo de Intenção de Compras para o Natal 2013 ouviu mais de 860 consumidores de todas as 27 capitais brasileiras, com mais de 18 anos, de diferentes classes econômicas, entre os dias 23 e 27 de outubro.

De todas as pessoas ouvidas, 67% afirmaram que pretendem presentear parentes e amigos neste Natal, enquanto 15% disseram que não vão dar presentes. Entre estes últimos, 22% alegaram que não vão presentear pois têm que priorizar o pagamento de dívidas. Os 18% restantes dos entrevistados ainda não decidiram se vão presentear.

A intenção de compras é de 76% entre as classes C, D e E, contra 52% entre as classes A e B. Entre as mulheres, 76% afirmarm que irão presentear, contra 58% dos homens.

Quem mais vai abocanhar presentes no Natal serão os filhos, que são citados por 70% dos entrevistados; 47% vão dar algo para o marido ou esposa; e 41% citaram as mães. Só por curiosidade, sogro e sogra aparecem com 7% das respostas.

Produtos

Entre os produtos que o consumidor brasileiro pretende comprar, as roupas lideram, com 73% das respostas. Calçados aparecem na sequência (38%), seguido de perfumes ou outros cosméticos (33%) e jogos e brinquedos em geral (33%).

Em relação aos produtos que a pessoa gostaria de ganhar, 51% declaram computador, notebook ou tablet.

Forma de pagamento

Para 57% dos entrevistados, o dinheiro será a principal forma de pagamento na compra dos presentes, enquanto 16% usarão o cartão de crédito parcelado, 12% o cartão de débito, e 9% o cartão de crédito à vista.

Mais da metade dos entrevistados (51%) pretende utilizar o 13% salário para realizar as compras.

Fonte: G1