Brasileiro não sabe investir além da poupança, diz professor; veja dicas

Brasileiro só sabe investir em poupança, diz professor

Não está nada fácil a vida do investidor. Inflação alta, juros baixos, Bolsa caindo... está difícil encontrar um investimento que remunere bem e garanta a tranquilidade de quem quer poupar seu dinheiro. A solução é colocar o dinheiro no colchão?

Claro que não. A inflação adora um dinheirinho parado para acabar com ele bem rápido. A verdade é que a trajetória de queda dos juros acabou com a facilidade de o investidor obter um bom retorno para seu investimento aplicando em poupança ou fundos DI, por exemplo, que exigem quase nada de trabalho.

O problema é que muita gente ainda não sabe investir além da poupança. "A verdade é que a grande maioria dos brasileiros não tem condições nem conhecimento financeiro para ficar ganhando dinheiro com operações complexas como compra e venda diária de ações", diz o professor de mercado financeiro Alcides Leite.

Agora, para obter um retorno um pouco melhor, um ganho real (ou seja, um ganho em que a inflação já foi descontada), os investidores terão de se arriscar mais.

Para saber onde investir o seu dinheiro agora, ouviu quatro especialistas em finanças pessoais. Os fundos imobiliários estão em alta nas indicações, bem como os títulos do Tesouro Direto indexados à inflação e produtos de renda fixa com taxa de administração mais baixa.

A própria caderneta de poupança mantém seu lugar cativo. E para quem aceita correr mais riscos, Bolsa e fundos multimercado também apareceram nas indicações.


Brasileiro não sabe investir além da poupança, diz professor; veja dicas

Fonte: G1