Brasileiro trabalhou mais de 95 h em setembro para comprar cesta

O trabalhador brasileiro que ganha o salário mínimo precisou de 95 horas e 12 minutos, em média, para adquirir os produtos essenciais

Com a alta nos preços dos produtos da cesta básica verificada em nove das 17 capitais analisadas pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) em setembro, houve um leve aumento no tempo de trabalho necessário para comprar o conjunto de alimentos, se comparado aos minutos necessários em agosto.

De acordo com o levantamento, no nono mês do ano, o trabalhador brasileiro que ganha o salário mínimo precisou de 95 horas e 12 minutos, em média, para adquirir os produtos essenciais, enquanto em agosto a jornada necessária foi de 95 horas e 03 minutos

Um ano antes, a mesma cesta exigia 93 horas e 58 minutos de trabalho. Os dados fazem parte da Pesquisa Nacional da Cesta Básica.

As capitais onde as pessoas tiveram de trabalhar menos, na comparação com as demais cidades, foram: Aracaju (73 horas e 30 minutos), Salvador (77 horas e 00 minutos) e João Pessoa (82 horas e 30 minutos).

Fonte: UOL