Caem as tentativas de fraude contra o consumidor em junho, conclui Serasa

Em relação a maio, houve queda de 11,9%; sobre junho de 2013, de 11,2%. Setor de telefonia respondeu por 36,6% do total de 150,8 mil registros.

Foram registradas, em junho, 150.864 tentativas de fraude conhecida como roubo de identidade no país, de acordo com o Indicador de Tentativas de Fraude ao Consumidor, divulgado nesta segunda-feira (28) pela Serasa Experian. O número representa uma tentativa de fraude a cada 17,2 segundos no país.

Em relação a maio de 2014, houve queda de 11,9%. Na comparação do acumulado do ano (janeiro a junho de 2014 contra o mesmo período de 2013), o indicador recuou 3,4%. Em relação a junho de 2013, houve queda de 11,2%.

No tipo de fraude, os dados pessoais são usados por criminosos para firmar negócios sob falsidade ideológica ou mesmo obter crédito com a intenção de não honrar os pagamentos, explica a empresa de análise de crédito.

Telefonia lidera registro

De acordo com a Serasa, o setor de telefonia respondeu por 55.232 registros em junho, totalizando 36,6% do total de tentativas de fraude realizadas em junho de 2014 e uma queda em relação aos 41,2% registrados pelo setor no mesmo mês de 2013.

O setor de serviços, que inclui construtoras, imobiliárias, seguradoras e serviços em geral (salões de beleza, pacotes turísticos etc.), teve 50.196 registros, 33,3% do total. Foi registrada alta na parcela com relação ao mesmo período no ano passado, quando o setor respondeu por 30,6% das ocorrências.

O setor bancário é o terceiro do ranking de registros em junho de 2014, com 30.197 tentativas e 20% do total. No mesmo período de 2013, o setor respondeu por 19,1% dos casos.

O segmento varejo teve 12.416 mil tentativas de fraude, registrando 8,2% das investidas contra o consumidor em junho de 2014, alta em relação aos 7,5% observados em junho de 2013.

O ranking de tentativas de fraude de junho de 2014 é composto ainda por demais segmentos (1,9%), diz a Serasa.

Fonte: G1