Calote tem a primeira queda após seis meses de alta, diz Serasa

No ano, o indicador acumula alta de 23,4%.

A inadimplência do consumidor em setembro caiu 3% em relação ao mês anterior - o primeiro recuo do índice medido pela Serasa Experian após seis altas seguidas, segundo levantamento divulgado nesta sexta-feira (14). Na comparação anual, a inadimplência desacelerou para 23,3%. No ano, o indicador acumula alta de 23,4%.

Os economistas da Serasa atribuem o desempenho do índice em setembro à antecipação do 13º salário aos aposentados, à redução dos juros e à menor quantidade de dias úteis. "Também contribuiu para o declínio do índice a maior facilidade oferecida pelos credores ao consumidor para renegociar dívidas", disse a Serasa, por meio de nota.

As dívidas não bancárias, que são as relativas a cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica e água, tiveram queda de 3,3%; os cheques sem fundos recuaram 10,3%; as dívidas com os bancos caíram 0,9% e os títulos protestados seguiram mesmo comportamento: baixa de 13,9%.

No ano, em comparação com o mesmo período do ano passado, o valor médio das dívidas não bancárias caiu 14,8%. Já os títulos protestados, os cheques sem fundos e as dívidas não honradas com os bancos apresentaram alta de 14,9%, 7,9% e 0,6%, respectivamente

Fonte: G1