Carne, Frutas e ovos ficam mais caros em Teresina

Carne, Frutas e ovos ficam mais caros em Teresina

Nesta semana, constatamos que, alguns produtos vem pesando no orçamento doméstico por conta de altas nos preços

A pesquisa de preços realizada semanalmente pelo Jornal Meio Norte nas quatro grandes redes de supermercados presentes em Teresina continua e auxilia o consumidor na hora de decidir onde comprar, em especial neste período de vendas aquecidas por conta dos preparativos para o Natal.

Nesta semana, constatamos que, alguns produtos vem pesando no orçamento doméstico por apresentarem leves altas nos preços. É é o caso das frutas, carnes e ovos.

A carne que, desde o início da pesquisa vinha se mantendo em preços estáveis, nas últimas semanas teve um salto e saiu da média que vinha mantendo a média.

A falta de preço dos produtos nas gôndolas e a desorganização dos produtos nas prateleiras são alguns problemas encontrados, mas também é um problema grave os produtos fora da validade nas prateleiras que foram detectados em alguns dos estabelecimentos visitados.

O orçamento doméstico é um dos itens que mais tira o sono das donas e donos de casa e, para eles, pesquisara, além de requerer tempo demanda disposição. Por isso, a pesquisa se faz tão presente na hora de buscar economia.

O supermercado que teve um melhor desempenho de preços nesta semana foi o Hiper Bompreço, justamente por oferecer preços mais atrativos para a maioria dos itens da lista com total de R$ 330,80.

O segundo colocado com preços mais atrativos foi o Extra (R$ 337,15) que também teve vários produtos em destaque por oferecer preços menores, que são destacados em azul na tabela.

Já o supermercado que mostrou pior desempenho em termo de economia foi o Comercial Carvalho com um total de R$ 366,32, tendo os preços mais caros destacados em vermelho.

Atacadões - Mais uma vez, a pesquisa dos atacadistas mostrou uma competição apertada, centavo a centavo, decidida apenas em alguns produtos.

A diferença do mais caro para o mais barato, que na semana passada ficou pouco acima de R$ 2,00, teve um pequeno aumento (R$ 3,98), no entanto esse montante ainda tem pouco peso quando o assunto é economia.

Com o fim de ano se aproximando, chega também a corrida às compras, e é necessário que o consumidor esteja ainda mais atento nesta época. Um problema freqüente e que já foi relatado anteriormente na pesquisa MN é a duplicidade de preços para um mesmo produto.

Casos como este continuam a se repetir, a exemplo do que foi notado na consulta desta semana: um mesmo produto (pacote de rolos de papel higiênico com quatro unidades) aparecia, em um dos atacadistas, com dois valores: R$ 5,35 e R$ 5,65. O Código de Defesa do Consumidor é bem claro: o comprador tem o direito de pagar o menor preço observado na prateleira.

O ranking desta semana traz algumas mudanças: em primeiro lugar, aparece o Atacadão, que havia ficado em segundo na última pesquisa. Logo depois vem o Carvalho Mercadão, que também ganhou uma posição em relação à semana passada ? assim como o Maxxi, que subiu do quarto para o terceiro lugar.

Já o Makro, que ocupou a ponta na pesquisa anterior, agora aparece em último, com a maior soma dentre os estabelecimentos pesquisados.


Carne, Frutas e ovos ficam mais caros

Carne, Frutas e ovos ficam mais caros

Carne, Frutas e ovos ficam mais caros

Carne, Frutas e ovos ficam mais caros

Carne, Frutas e ovos ficam mais caros

Carne, Frutas e ovos ficam mais caros

Fonte: Marcilany Rodrigues e Dowglas Lima