Cartão de crédito puxa alta da inadimplência

Cartão de crédito puxa alta da inadimplência

Gastos com cartão de crédito foram os principais responsáveis.

A inadimplência do consumidor cresceu 3,9% em julho em relação ao mesmo período de 2009, segundo mostrou nesta quinta-feira (12) o indicador da Serasa Experian.

As compras feitas para o Dia das Mães e Dia dos Namorados refletiram no resultado, conforme aponta a pesquisa.

Ainda na comparação anual, os gastos feitos com os cartões de crédito e não pagos foram os principais responsáveis pelo crescimento da inadimplência, com alta de 4,4%. Os cheques devolvidos por falta de fundos apresentaram um pequeno recuo de 0,2%.

O aumento da falta de pagamento se deve ainda às promoções do varejo, que têm oferecido prazos maiores, de acordo com os economistas da Serasa. Os incentivos fiscais do governo, que baixou os preços de veículos e eletrodomésticos da linha branca e, consequentemente, fez o consumo crescer, também contribuíram para o resultado de julho.

Na comparação de julho em relação ao mês anterior, a inadimplência também apresentou alta, que foi de 1,5%. No mês passado, junho, o aumento foi de 5,2% em comparação ao mesmo período de 2009.

Cheques sem fundos

De janeiro a julho deste ano, o valor médio dos cheques emitidos sem fundos teve alta de 39,2% em comparação ao mesmo período do ano anterior, passando de R$ 883,59 para R$ 1.230,23.

O valor dos títulos protestados cresceu 5,9% no período, indo de R$ 1.097,73 para R$ 1.162,20. O aumento também pode ser observado no valor das dívidas com financeiras. A alta foi de 3,8%, passando de R$ 370,21 para R$ 384,37.

A única modalidade de crédito que apresentou queda na inadimplência foram as dívidas com os bancos, que recuo 0,7%.

Perspectiva

A perspectiva indicada pelo levantamento da Serasa Experian é de que a inadimplência continue crescendo até o final do ano.

Fonte: g1, www.g1.com.br