Custos: Ceia de Natal exigirá mais do bolso do povo brasileiro

Custos: Ceia de Natal exigirá mais do bolso do povo brasileiro

Oito itens tiveram alta superior à inflação geral

Nozes, avelãs, frango especial e o presunto Tender estão deixando a ceia do Natal do brasileiro mais cara, de acordo com o levantamento realizado pelo economista do IBRE/FGV (Fundação Getulio Vargas) André Braz.

Oito itens bastante assíduos na mesa de fim de ano tiveram reajuste médio de 9,80% na comparação com dezembro de 2011. Ou seja, a alta deles foi superior à inflação geral dos alimentos, de 5,73%, calculada pelo IPC-10 (Índice de Preços ao Consumidor-10).

Segundo a pesquisa, as nozes ficaram 16,46% mais caras, enquanto o frango especial teve reajuste de 11,71%; as avelãs, de 11,58%; e o presunto Tender, de 9,11%.

As menores elevações foram apuradas no panetone (2,09%), nas frutas cristalizadas (6,24%) e no bacalhau (7,91%).

Com os preços mais salgados neste Natal, o consumidor pesquisar as melhores ofertas, recomenda o economista.

Uma dica é substituir as marcas líderes, que geralmente são mais caras, por outras menos conhecidas.

Outra recomendação de Braz é não deixar para comprar os itens da ceia de última hora.

? Isso porque aqueles produtos que são mais bem dimensionados para uma família média e pequena, como uma ave, por exemplo, acabam primeiro. Os que deixam a compra para depois podem gastar mais porque adquirem um produto maior do que suas necessidades, o que o torna mais caro.

Fonte: R7, www.r7.com