Cesta básica sobe em 16 capitais em abril

O Dieese realiza mensalmente a Pesquisa Nacional da Cesta Básica

O preço médio da cesta básica aumentou em abril, na comparação com março, em 16 das 17 capitais brasileiras pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). De acordo com a Pesquisa Nacional de Cesta Básica, divulgada hoje pela instituição, as altas mais significativas no conjunto de produtos alimentícios essenciais foram verificadas em Natal (12,09%), Belo Horizonte (6,55%) e Recife (6,17%).

A única retração do mês passado ocorreu em Goiânia (baixa de 0,22%), enquanto Brasília (0,57%) e Aracaju (1,80%) apresentaram os menores aumentos. Em São Paulo e no Rio de Janeiro, a cesta básica apresentou altas de 3,01% e de 5,37%, respectivamente.

Nos primeiros quatro meses de 2010, o custo da cesta básica subiu em todas as 17 cidades pesquisadas. As maiores variações acumuladas foram anotadas em localidades do Nordeste: Recife (25,20%), Salvador (20,12%), Natal (19,98%) e João Pessoa (19,47%). Os menores aumentos ocorreram em Fortaleza (5,79%), Brasília (6,99%), Goiânia (8,15%) e Aracaju (9,33%). Em São Paulo, houve alta de 14,55%. No Rio de Janeiro, aumento de 18,64%.

No últimos 12 meses encerrados em abril, somente em Goiânia a variação acumulada foi negativa (baixa de 2,54%). Fortaleza (0,50%) e Brasília (7,50%) registraram as menores elevações acumuladas. As mais expressivas altas ocorreram em Recife (21,42%), Natal (16,40%), São Paulo (15,85%) e Salvador (15,08%). Em Belo Horizonte e no Rio de Janeiro, a cesta acumulou no período altas de 11,42% e de 13,72%, respectivamente.

O Dieese realiza mensalmente a Pesquisa Nacional da Cesta Básica nas cidades de Aracaju, Belém, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Vitória.

Fonte: MSN Notícias