Cestas ficam até R$ 7 mais caras nos supermercados de Teresina, diz auditoria do Jornal Meio Norte

Cestas ficam até R$ 7 mais caras nos supermercados de Teresina, diz auditoria do Jornal Meio Norte

Cestas ficam até R$ 7 mais caras nos supermercados de Teresina, diz auditoria do Jornal Meio Norte

Nesta sexta-feira, a auditoria indicou todos os supermercados e atacados tiveram um aumento no seu total em comparação à soma de preços encontrados no começo da semana. A variação nos supermercados chegou a R$ 7,35 em um dos estabelecimentos enquanto nos atacados, o maior aumento foi de R$ 1,82.

O Comercial Carvalho continua sendo o estabelecimento mais em conta para o consumidor e, portanto, ocupa a primeira colocação com uma soma de R$ 184,52, um aumento de R$ 5,06 em relação ao início da semana (variação de 2,82%).

O Hiper Bompreço, que na última checagem ocupava a terceira posição, sobe uma e passa ao segundo lugar nesta auditoria. Ele chega nesta sexta com um total de R$ 187,33 e menor variação percentual (0,68%), um aumento de R$ 1,26. 

Já o Extra desce uma posição e fecha a auditoria em terceira colocação, onde alcançou um total de R$ 189,02 e maior variação percentual (4,05%), foi R$ 7,35 a mais na cesta de produtos.

Por fim, o Pão de Açúcar permanece em quarto lugar, alcançando um total de R$ 190,82 para o total de produtos checados. Em relação à variação percentual de seus preços, o supermercado fechou a semana com o índice de 1,56%, ou R$ 2,93. A diferença entre o supermercado com os preços mais em conta para o consumidor e o mais caro ficou no valor de R$ 6,30.

ATACADOS - Diferente das auditorias passadas, o Maxxi foi o estabelecimento que apresentou menores preços dos produtos checados na auditoria desta semana. 

Assim como na pesquisa, ele é o atacadista que ocupa o primeiro no ranking, com soma de R$ 44,84. Nesta auditoria, o líder teve uma variação de preços no valor de 4,23%, o que representa R$ 1,82 a mais que a soma dos mesmos itens no início da semana.

O Atacadão, que apareceu em segundo lugar na quarta-feira, apresentou a soma de seus produtos no valor de R$ 50,66 e um aumento de R$ 1,21 (2,45%). 

Assim, ele se manteve na segunda colocação na auditoria. Ao obter um total de R$ 54,25 e uma variação de preços no valor de 1,90%, que corresponde a R$ 1,01 a mais do que o valor encontrado no início da semana, o Makro foi o estabelecimento que apareceu em terceiro lugar.

O último colocado na checagem de preços foi o Carvalho Mercadão, com o valor total de R$ 56,47. Este estabelecimento também apresentou uma variação percentual nos preços de seus produtos, com um índice de 3,18 %, que significa R$ 1,74 a mais na soma dos 22 itens checados na auditoria.






Fonte: Aline Damasceno e Flávia Araújo