Cheque especial tem juros de 162,7% ao ano

Juros do cheque especial voltam a subir e chegam a 162,7% ao ano

Após a queda de 6,3 pontos percentuais registrada em agosto, os juros do cheque especial voltaram a subir em setembro, fechando o mês em 162,7% ao ano, de acordo com o relatório de crédito divulgado nesta terça-feira pelo Banco Central. Em agosto, a taxa ficou em 161% ao ano, o menor índice desde junho de 2008. Naquele mês, antes da crise financeira, era de 159,1% ao ano.

A modalidade de financiamento continua tendo uma das maiores taxas do mercado. Os juros do crédito pessoal também subiram, passando de 44,3% ao ano em agosto para 44,7% em setembro. Os juros para financiamento de veículos passaram de 26,2% a.a. em agosto para 24,9% em setembro.

Juros

A taxa de juros de empréstimos para pessoas físicas alcançou em setembro o menor nível da série histórica do Banco Central, iniciada em 1994, ficando em 43,6% ao ano em setembro. No mês anterior, era de 44,1% a.a. e em setembro de 2008 chegava a 53,1% a.a. A taxa geral de juros caiu pelo décimo mês seguido, de 35,4% ao ano em agosto para 35,3% a.a. em setembro.

É a menor taxa desde dezembro de 2007, quando era de 33,8%. Os juros de empréstimos para pessoas jurídicas também caíram, passando de 26,4% ao ano para 26,3% a.a., melhor taxa desde abril do ano passado.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br