Cheques sem fundo cresceram 4,1% no final de 2010

Total de 1,664 milhão de cheques é 9,47% menor que o apurado em 2009

O volume de cheques sem fundo em dezembro - mês marcado pelas compras natalinas - cresceu 4,11% na comparação com novembro, informou a Equifax, empresa que processa dados usados na análise de risco de crédito.

No total, 1,664 milhão de cheques foram devolvidos no país durante o mês passado, o que, por outro lado, corresponde a um recuo de 9,47% em relação ao volume do mesmo período de 2009.

Segundo Alcides Leite, consultor da Equifax, o avanço da inadimplência na comparação mensal é resultado do aquecimento das vendas do comércio com as festas de fim de ano, além das elevações dos juros em algumas operações financeiras.

"Para os próximos meses, o possível aumento dos juros no comércio deve influenciar o comportamento da inadimplência, provocando um leve aumento", diz o consultor, por meio de nota.

O balanço também revela que o número de títulos protestados subiu 2,1% entre novembro e dezembro, para 692,1 mil protestos. Na comparação com o mesmo período de 2009, houve leve contração de 0,59% nos protestos. O desempenho é relacionado a um aumento nas emissões de títulos durante o mês passado.

Para Leite, a tendência de novas medidas restritivas no campo da política monetária tende a pressionar para cima a inadimplência das empresas nos próximos meses.

Fonte: g1, www.g1.com.br