Classe C prefere loja de rua a shopping center

Preferência por mercados a céu aberto é apenas conveniência, diz Ibope

O brasileiro que se encaixa na classe C gosta mais de fazer compras nas lojas de rua do que nas de shopping centers. Pesquisa do Ibope (Instituto Brasileiro e Opinião Pública e Estatística), divulgada nesta nesta terça-feira (5) em São Paulo, mostrou que 57% dessa população preferem os centros de compras a céu aberto. Outros 34% se interessam mais pelos shoppings.

De acordo com a diretora comercial do Ibope e responsável pela pesquisa, Dora Camara, o motivo é simplesmente uma questão de conveniência.

- Eles se sentem mais à vontade nas ruas. Se há uma loja da Casas Bahia no shopping e outra na rua, eles vão na da rua.

A pesquisa ouviu 2.000 pessoas de 12 a 64 anos entre fevereiro de 2009 e janeiro deste ano.

A classe C brasileira já responde por mais da metade da população do país, ou seja, quase 100 milhões de pessoas.

O levantamento foi feito em nove regiões metropolitanas do país, no interior de SP e em cidades do interior de Estados no Sul.

Para Câmara, esse cenário deverá mudar nos próximos anos, principalmente por causa da construção de shopping específicos para essa parcela da população. Um exemplo seria a proliferação de shopping centers próximos a estações de metrô em São Paulo.

- A questão do estacionamento, por exemplo, é um impedimento, porque a classe C não quer pagar R$ 7 para parar o carro. Agora, se for de graça, pode ser que eles comecem a comprar mais em shopping.

Segundo a diretora do Ibope, 60% das pessoas da classe C planejam bem a compra, porque ?não podem errar, já que não têm dinheiro sobrando nas classes A e B?.

Fonte: R7, www.r7.com