Coca-Cola investirá mais R$ 200 milhões no PI

O anúncio do novo investimento, que irá gerar 500 empregos diretos

O Grupo Norsa Refrigerantes Ltda., que produz a linha de refrigerantes Coca-Cola, vai investir R$ 200 milhões na construção de mais uma fábrica em Teresina. Segundo o coordenador de Projetos Estratégicos do Governo do Estado, Jorge Lopes, essa nova unidade industrial da Coca-Cola será maior e mais moderna do que a atual fábrica do grupo, localizada no Bairro Água Mineral.

O anúncio do novo investimento, que irá gerar 500 empregos diretos, foi feito pelo diretor-presidente do Grupo Norsa, André Salles, durante audiência concedida pelo governador Wellington Dias, no Palácio de Karnak, realizada no dia 5 deste mês. Também foram recebidos pelo governador o diretor administrativo-financeiro, Luiz Collier, e o responsável pela área de Relações Institucionais do Grupo Norsa, J. Mannarino.

De acordo com Jorge Lopes, os executivos informaram ao governador que a nova unidade da Coca-Cola deverá ser instalada em 2011, com capacidade industrial para fabricar todo o leque de produtos da marca, inclusive sucos e água mineral.

O coordenador de Projetos Estratégicos informou ainda que o Grupo Norsa optou por instalar mais uma fábrica em Teresina porque está convencido do potencial de desenvolvimento econômico do Piauí. Fábrica ampliada Além disso, foram levadas em consideração a localização geográfica e a situação estratégica da capital como importante polo comercial e de prestação de serviços, com grande influência não só no Estado, mas também em 53 municípios do Maranhão.

Jorge Lopes acrescentou que esses aspectos econômicos e geográficos foram determinantes, na avaliação do Grupo Norsa, para que Teresina fosse contemplada com novos investimentos. “Eles acreditam que os produtos Coca-Cola, a partir de Teresina, serão distribuídos com preços bastante competitivos em todo o Nordeste”, informou o assessor do Palácio de Karnak.

Outro aspecto a ter pesado na decisão do grupo empresarial foi a política de atração de investimentos privados, implementada pela Secretaria da Fazenda (Sefaz). Não por acaso, os executivos do Grupo Norsa foram agradecer a Wellington Dias em função dos incentivos fiscais concedidos pelo Estado do Piauí. Ainda de acordo com o coordenador de Projetos Estratégicos, os incentivos possibilitaram a ampliação da atual fábrica da Coca-Cola, que passará a produzir, nos próximos meses, no Bairro Água Mineral, refrigerantes em lata. Serão investidos mais R$ 6 milhões nessa adaptação da unidade industrial do grupo. Jorge Lopes relatou ter o governador elogiado a atitude do grupo, por acreditar no potencial do Piauí, hoje reconhecido como um bom lugar para investir.

Fonte: CCOM, www.pi.gov.br