Com ajuda do pré-sal, reservas da Petrobras aumentam

Para cada barril extraído no ano passado, petrolífera encontrou outros dois

A Petrobras anunciou nesta sexta-feira (14) que suas reservas de petróleo subiram para 15,986 bilhões de barris de óleo no ano passado, alta de 7,5% em relação aos 14,865 bilhões de barris de 2009.

Foram incorporados 1,990 bilhão de barris em novas reservas em 2010, com produção no período de 869 milhões de barris, resultando em um aumento de 1,121 bilhão de unidades sobre as reservas de 2009, com base na metodologia da SPE (Society of Petroleum Engineers).

Desse total, o pré-sal de Santos contribuiu com 800 milhões de barris e o de Campos, com 100 milhões de barris.

Em nota, a petrolífera informou que "o aumento das reservas da Petrobras se deve à incorporação das novas áreas descobertas no pré-sal da bacia de Santos e Campos, além de descobertas nas principais bacias".

A empresa já havia informado que não iria incorporar todas as reservas do pré-sal de Santos, já declaradas comerciais de uma única vez, um volume de 8,3 bilhões de barris.

Entre as principais incorporações de 2010 estão as descobertas dos campos de Lula (ex-Tupi) e Cernambi (ex-Iracema), na bacia de Santos; as descobertas nos campos de Marlim e Pampo, na bacia de Campos, além de novos volumes nos campos de Barracuda, Caratinga e Marlim Leste.

A empresa destacou ainda o projeto de aumento de recuperação de petróleo nos campos Roncador, Marlim Sul, Albacora Leste e Marlim Leste, assim como Marimbá e Maromba, todos na bacia de Campos. Também contribuiu o projeto de recuperação realizado no campo de Urucu, na Amazônia.

De acordo com a estatal, para cada barril de óleo extraído em 2010 foram apropriados 2,29 barris, o que resultou em um índice de reposição de reservas de 229%. A relação reserva/produção ficou em 18,4 anos.

As reservas internacionais subiram apenas 1%, para 703 milhões de barris. Foram apropriadas 79 milhões em reservas com produção de 72 milhões de barris.

Fonte: R7, www.r7.com