Com alta dos hipermercados, pequenas lojas tentam se salvar

De janeiro a setembro de 2011, as famílias gastaram 33% mais nos "atacarejos" que no mesmo período de 2010.

Com os brasileiros gastando mais nos mercados tipo "atacarejo", que vendem tanto para consumidores finais quanto para pequenos varejistas, lojas médias das principais redes se ajustam em busca de rentabilidade, informa reportagem de Carolina Matos do jornal Folha de S. Paulo.



De janeiro a setembro de 2011, as famílias gastaram 33% mais nos "atacarejos" que no mesmo período de 2010, segundo dados da consultoria Kantar Worldpanel.

Essas lojas -como as da bandeira Assaí (do Pão de Açúcar), Maxxi (do Walmart) e Atacadão (Carrefour)-, que têm 5.000 m² de área de venda, em média, acabam roubando clientela de mercados "de bairro", de 600 m² (entre metade e um terço de um supermercado convencional).

Fonte: Folha.com