Com aumento nos impostos, consumidores devem ficar atentos

Muitas dúvidas e angústias surgem, quanto ao que se pode fazer nesse momento de crise.

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTE SÁBADO (24) DO JORNAL MEIO NORTE

Os consumidores devem ficar atentos ao aumento na taxa básica de juros da economia brasileira, e consequentemente, ao aumento de impostos nas operações financeiras no comércio, isto é, o crédito está mais caro e isso já é notório nos bolsos dos cidadãos.

Muitas dúvidas e angústias surgem, quanto ao que se pode fazer nesse momento de crise. Especialistas sugerem que o melhor é comprar à vista, caso não dê, que divida o valor no cartão, mas em menor número de parcelas possíveis, porque quanto mais prestações mais juros terá de ser pago.

O economista, Nogueira Neto alerta os consumidores para o uso de cartões de créditos, recomenda que evite, em contrapartida, que realize sempre os pagamentos das faturas devidamente.

“O consumidor deve evitar, nesse momento, o uso de cartões de créditos. Ter muito cuidado com eles. O consumo individual para os juros do cartão de crédito está bem elevado, maior até que o crédito imobiliário. As pessoas devem ficar atentas e reservar a quantia de maior valor do cartão, para que a dívida não vire uma bola de neve, de difícil saída”, indica o economista. De acordo com Nogueira Neto, o consumidor que compra em excesso deve ter maiores cuidados, para que os gastos realizados compense o aumento dos juros e ainda afirma que planejar e comprar o necessário é a melhor saída para esse momento.

Fonte: Márcia Gabriele