Com crise, aumentam pedidos de falência no 1º semestre de 2012

Para os economistas da Serasa, um conjunto de fatores pode explicar esse aumento

O primeiro semestre deste ano registrou 975 pedidos de falências em todo o país, de acordo com Indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações divulgado nesta quinta-feira (5). No mesmo período do ano passado, 877 solicitações haviam sido feitas.


Com crise, aumentam pedidos de falência no 1º semestre de 2012

Entre os pedidos registrados no semestre, 529 partiram de micro e pequenas empresas, 286 de médias e 160 de grandes. Também foi verificado aumento no número de pedidos de recuperação judicial. Até junho, houve 395 requerimentos - contra 239 no mesmo período de 2011. Dos 395 requerimentos de recuperação judicial verificados no primeiro semestre de 2012, 202 foram de micro e pequenas empresas, 129 de médias e 64 de grandes.

Para os economistas da Serasa, um conjunto de fatores pode explicar esse aumento: "a maior percepção do risco na economia e o minguante crédito externo, como consequências da crise europeia; a baixa atividade econômica, com o consumo dependendo da redução do endividamento do consumidor; o crédito doméstico mais seletivo, mantendo o capital de giro caro; a alta inadimplência das empresas e dos consumidores, que afetam o fluxo de caixa e, por fim, a desvalorização do real como reflexo da crise, que aumenta o endividamento externo das empresas em outras divisas".

Fonte: G1