Excelentes bares e restaurantes ainda são atrativos e cartões postais de Buenos Aires

Excelentes bares e restaurantes ainda são atrativos e cartões postais de Buenos Aires

Comer e beber ainda são atrativos portenhos

Se há um segmento em que Buenos Aires é literalmente bem servida é o de gastronomia: em todos os lugares da cidade, é possível encontrar cafés e restaurantes, pizzarias e parrilladas.

Os restaurantes são mais ortodoxos em relação ao horário --na maior parte deles, serve-se refeições somente nos horários de almoço e de jantar.

Caso de Puerto Madero, um dos maiores e mais requintados complexos gastronômicos de lá, que foi revitalizado nos anos 1990 e hoje é um dos cartões postais portenhos.

O local também é tido como um dos mais caros, mas, na proporção do peso argentino para o Real brasileiro, ainda compensa --além de ter uma grande variedade de culinárias, de oriental, passando por mediterrânea, até italiana e argentina.

No restaurante Sorrento, por exemplo, a cozinha mediterrânea se divide com uma carta imensa e variada de vinhos de muitas adegas argentinas. Um deles, altamente recomendado, é o Postales del Fin del Mundo, tinto com um bonito rótulo feito à base da uva cabernet sauvignon, e que sai por volta dos 60 pesos (R$ 25), uma pechincha para brasileiros.

O cardápio tem variedade de peixes, massas, risotos e frutos do mar. Não se surpreenda, porém, no caso de pedir uma paella (serve duas pessoas) e ela vir com... bacon. Exótico, no entanto, uma iguaria muito bem elaborada. Ali, não deixe de provar a carta de sobremesas, que dão o ponto final a um jantar de alto padrão pela bagatela (individual) em torno de 150 pesos (R$ 62).

Agora, se o caso é degustar um tradicional "asado" argentino, nada melhor que a parrilla. O local mais recomendado dessa região é Las Lilas, muito frequentado por brasileiros devido ao preço, a partir de 85 pesos (R$ 35) e serve bem duas pessoas.

Se você estiver em Palermo, a opção é ir para a La Estancia (Av. Santa Fé 3954; tel.: 00/xx/54/11/4831-8015), em frente ao Jardim Botânico. A faixa de preço gira em torno de 80 pesos (R$ 33), também servindo duas pessoas durante almoço e jantar.

EMPANADAS E CAFÉS

No hiato entre essas duas refeições, vale a pena conhecer as pizzas da cidade e as empanadas --a melhor experimentada por lá nesses segmentos específicos foi a da La Americana, sem hesitação, sob custo de 5 pesos (R$ 2,10).


Comer e beber ainda são atrativos portenhos

Mas, se você for enjoado, evite consumir a empanada de frango (aliás, evite consumir esse tipo de carne em todos os lugares), porque os portenhos não usam apenas o peito de frango nos recheios, mas quase todas as partes, sem desperdício nenhum. Resquícios da crise que abateu o país, talvez.

Para o café da manhã e pequenas refeições, há muitas cafeterias e confeitarias em Buenos Aires --eles são pródigos em elaboração de doces. Duas muito recomendadas são a El Progreso, que existe desde 1919 e tem doces deliciosos (desde o tradicional alfajor fresquinho até uma variedade de tortas e bolos). Cada doce sai, em média, 5 pesos (R$ 2,10).

Outra tradicionalíssima é a Confiteria Ideal, onde foi feito o filme "Evita", e que tem um salão em que ocorrem milongas, eventualmente.

Fonte: UOL