Comerciantes rejeitam notas de R$ 100 por causa de falsificação no Paraná

Comerciantes rejeitam notas de R$ 100 por causa de falsificação no Paraná

No último ano, quase cem mil novas cédulas de R$ 100 entraram em circulação no Brasil,

Ter notas de R$ 100 na carteira deveria ser motivo de satisfação, mas o problema é quando elas são rejeitadas no comércio.

As notas, que são as mais altas em circulação no país, estão trazendo problemas para quem tem uma delas na carteira.

A professora Bruna Dafyne tentou fazer compras em uma loja, mas o dinheiro não foi aceito. "Ela não olhou, não pegou a nota. Falou "a gente não aceita nota de R$ 100, você tem uma de R$ 50?". Como eu não tinha, ela falou que não iria aceitar porque tem muita falsificação no mercado", diz.

No último ano, quase cem mil novas cédulas de R$ 100 entraram em circulação no Brasil, de acordo com o Banco Central. O problema é que, junto com as verdadeiras, vieram mais notas falsas para tirar o sossego dos comerciantes.

O lojista Edsonn Germiniani nunca recusou, mas tem uma estratégia para evitar prejuízos. "Fale que está sem troco no caixa, vá até a lotérica e faça o teste da nota. Depois, volte já com a nota trocada. Essa nota sempre fica na lotérica, nós não trazemos de volta", diz.

Ele não é o único a adotar esse procedimento. A atendente de loteria Rose de Lima afirma que, em média, entre 10 e 15 pessoas por dia vão ao local para verificar se a nota é verdadeira.

O dono de uma loja de games que recebeu uma cédula de R$ 50 como pagamento descobriu que tinha virado mais uma vítima a aceitar dinheiro falso. Agora, o cliente que vai ao local está avisado. Notas de R$ 100 e R$ 50 com determinados números de série não são aceitas.

Fonte: g1, www.g1.com.br