Comércio cresce no entorno do pólo de saúde do HUT na z. Sul de Teresina

Os pacientes internados e familiares que frequentam o Hospital de Urgência de Teresina podem ser considerados a fonte de renda e inspiração

Por causa da grande procura pelo Hospital de Urgência de Teresina, HUT, no bairro Redenção, em Teresina, o comércio na região ganhou novo aspecto e ficou mais robusto com a abertura de muitos estabelecimentos nos últimos três anos. Algumas quitandas e lojinhas já existiam, mas outros negócios, como farmácias, restaurantes, lavadoras de carros, estacionamento e lojas de variedades surgiram depois da inauguração do hospital.

A clientela, formada principalmente por acompanhantes de pessoas internadas no hospital que vêm do interior do Piauí e do Maranhão, aquece as vendas dos micro e pequenos negócios que faturam bem com as oferta de vários tipos de produtos. Segundo Edson Carvalho, um dos comerciantes que se beneficiam com a grande movimentação na região do HUT, o novo Polo de Saúde tem crescido bastante, a ponto dele ter mais de um negócio próximo ao hospital. ?Tenho essa loja de variedade e um trailer de lanches do outro lado. Mas comecei aqui com outro negócio, um restaurante que tinha, antes mesmo de inaugurarem o hospital. Ou seja, fui o primeiro a ter um restaurante aqui perto do hospital?, acrescenta.

Ainda de acordo com o comerciante, se não fosse o hospital, a sua vida nunca teria mudado. ?Eu sou baiano e minha esposa é piauiense e chegamos aqui sem nada. Hoje, por causa do hospital e das vendas, eu tenho um carro e uma moto. Através daqui tenho uma vida boa?. Edson também conta que mesmo com a concorrência que tem crescido muito, é possível todos os comerciantes ao redor do HUT lucrarem com seus produtos.

?Dá para todo mundo ganhar seu troco. Além disso, o HUT, hoje em dia, faz valer muita coisa. O aluguel de casas valorizou e o valor das casas para vender aumentou também?, ressalta Edson. Hércules Alcântara e Iasmim Andrade também se sentem satisfeitos com a movimentação no hospital, na qual acaba contribuindo, e muito, com a lucratividade de seus negócios.

Comerciantes querem mais segurança

Mesmo com o Hospital de Urgência trazendo tantos benefícios para os comerciantes, estes ainda se dizem insatisfeitos com a falta de segurança do local. Para Hércules Alcântara, o HUT é um polo central que tem crescido muito, mas, aliado a isso, a violência também tem aumentado.

?Tem havido um crescimento da insegurança, e isso acaba atrapalhando um pouco o desenvolvimento?. Em dois anos trabalhando na sua farmácia próximo ao hospital, Hércules já foi assaltado cinco vezes e, mesmo assim, prefere não arriscar suas vendas colocando grades no seu estabelecimento.

?Várias pessoas já vieram me aconselhar a colocar grades nas portas, mas não coloco, porque a maioria dos clientes que vêm aqui é de fora, não conhece essa realidade daqui. Então, se eles virem tudo cercado podem ficar assustados e não virem mais. Os clientes têm que ficar livres para circular no estabelecimento, por isso, prefiro arriscar?. Tais clientes de fora, citados por Hércules, vêm de Estados como Maranhão, Ceará, Tocantins, Pará, Amapá e de cidades do Sul e Norte do Piauí.

Fonte: DJALMA BATISTA E FLÁVIA ARAÚJO