Atacadistas fazem competição acirrada pelo menor preço

Atacadistas fazem competição acirrada pelo menor preço

Visando facilitar a vida do consumidor, desde o mês de abril o Jornal Meio Norte divulga toda semana a pesquisa de preços

A disputa dos atacadistas desta semana mostrou uma competição acirrada pela preferência do consumidor. Prova disso é a pequena diferença observada do estabelecimento mais caro para o mais barato, que foi de pouco mais de R$ 2,00. Ou seja, praticamente um ?empate técnico?. Isso denota que, com os preços no mesmo patamar, o consumidor pode escolher o local de compra com base em outros critérios mais significativos, como a proximidade de cada estabelecimento e as facilidades de acesso e pagamento, por exemplo.

O ranking ficou da seguinte forma: o mais vantajoso no levantamento desta semana foi o Makro, com a soma de R$ 75,73. O Atacadão Carrefour aparece apenas R$ 0,95 depois, com a soma de R$ 76,66. A diferença do segundo para o terceiro colocado foi ainda menor, R$ 0,56: a terceira posição ficou com o Carvalho Mercadão (R$ 77,22). Em último aparece o Maxxi, perdendo para o Carvalho por apenas R$ 0,57 e somando R$ 77,79.

Se a diferença dos preços está apertada, a tarefa de andar em alguns atacadistas também está. Com as mercadorias chegando ? especialmente as de produtos específicos do fim de ano ? os clientes precisam fazer uma verdadeira corrida de obstáculos, driblando caixas, fardos e pallets, para acessar as prateleiras. Uma tarefa que requer vigor e disposição.

SUPERMERCADOS - Os consumidores já percebem o aumento de alguns produtos nos supermercados da capital com a chegada do período das festas natalinas e de ano-novo. Alguns itens essenciais no prato do teresinense apresentaram um leve aumento e o fato pode ser confirmado ao compararmos a pesquisa atual e a realizada na semana anterior. Contudo, ao utilizar a pesquisa de preços realizada pela equipe de reportagem do Jornal Meio Norte nos principais supermerados e atacados, o consumidor pode ter em mãos um verdadeiro mapa da economia.

Alguns itens a exempolo de carnes, frutas e verduras são os que mais variaram de preço nos últimos três meses e com a chegada das festas e confraternizações a tendência é o consumo aumentar. Além disso, outros produtos como panetones, castanhas, amêndoas e frutas cristalizadas por exemplo, que não são consumidas corriqueiramente, agora passam a ser mais procuradas e os preços se revelam salgados.

Na pesquisa semanal realizada nas quatro principais redes de supermercados da capital tivemos supermercado Extra como o estabelecimento mais vantajoso para o consumidor realizar suas compras com total de R$ 284,40. Em seguida, ocupando a segunda colocação em economia, temos o Hiper Bompreço, com total de R$ 311,42 para os itens pesquisados. Em terceiro lugar temos o Pão de Açucar com total de R$ 317,71. Ocupando o posto de supermercado menos vantajoso, com os preços mais caros para a lista pesquisada, está o Comercial Carvalho (R$ 330,23).

ESCLARECIMENTO

A última pesquisa de preços realizada pelo Jornal Meio Norte e publicada na quarta-feira, dia 31, foi publicado que a Bisteca Suína vendida no Extra Supermercado estava a R$ 12,49 quando o preço correto seria R$ 7,49. Conforme pode ser verificado na tabela de preço da loja R$ 12,49 é o preço da Costela Suína. Vale esclarecer que o valor máximo praticado pelo Extra da Bisteca Suína foi R$ 8,49.


Competição acirrada entre os atacadistas

Competição acirrada entre os atacadistas

Competição acirrada entre os atacadistas

Competição acirrada entre os atacadistas







Fonte: Dowglas Lima e Marcilany Rodrigues