Conab escoa milho para áreas do país afetadas por seca

Conab escoa milho para áreas do país afetadas por seca

A medida atende à demanda de avicultores e suinocultores.

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) reforçou o escoamento do milho das áreas produtoras em Mato Grosso e Goiás para as regiões Sul, Nordeste e Norte, informou o Ministério da Agricultura em nota.

A medida atende à demanda de avicultores e suinocultores que estão enfrentando elevados custos, sobretudo nas áreas atingidas pela estiagem, com os altos preços e baixa disponibilidade local de grãos.

Segundo o ministério, nesta última quinzena foram removidas em média oito mil toneladas por semana, contra cinco mil toneladas/semana registradas nos quinze dias anteriores.

O diretor de Operações e Abastecimento da Conab, Marcelo de Araújo Melo, pondera que o aumento ocorreu apesar das dificuldades que a estatal vem enfrentando para contratação de frete e dos problemas recentes, como os bloqueios nas estradas.

"A Conab tem cobrado das empresas que ganharam as licitações que cumpram com os contratos", disse Melo.

Diante da falta de caminhões, o governo decidiu recorrer ao Exército para escoar os grãos até áreas com déficit de oferta, mas ainda não há uma definição do apoio das Forças Armadas.

"Já enviamos ao alto comando do Ministério da Defesa todas as rotas as quais a Conab utiliza. Estamos aguardando a resposta de qual será a disponibilidade das Forças Armadas para atender a nossa demanda", acrescentou o diretor da Conab.

O ministério informou que já foram realizados três leilões para contratação de frete e remoção do milho do Centro-Oeste para diversos Estados e que novo pregão está marcado para sexta-feira.

Fonte: R7, www.r7.com