Concorrência favorece o consumidor

Concorrência favorece o consumidor

para o consumidor a disputa das operadoras pelos clientes é algo a se comemorar e para garantir a preferência elas têm ofertado tarifas diferenciadas

Não há nada melhor do que uma boa concorrência. É o que defendem aqueles que pregam o bom comércio e o cumprimento dos direitos do consumidor. Pois é justamente por conta dela ? a concorrência ? que muitas operadoras de celular e de telefone fixo vêm, a cada dia, implementando promoções que prometem conquistar o coração e as ligações dos clientes.

A guerra de tarifas tem movimentado o setor de telefonia no último ano e agora também tem os serviços de compra de créditos para falar on-line, disputando a atenção dos consumidores, a exemplo da ferramenta Skype. Do ponto de vista do consumidor, ter uma economia nas ligações, principalmente nas interurbanas, é algo animador e sempre bem-vindo.

Cristiano da Costa Sobrinho é estudante universitário e mora em Teresina, mas a maioria dos seus familiares mora em São Luís (MA) e em Fortaleza (CE). Para ele, a promoção de uma das grandes operadoras de telefonia celular que atuam no mercado local facilita e muito sua comunicação com seus pais, irmãos e sobrinhos.

?Moro em Teresina para estudar, mas minha família é de São Luís e tenho um irmão que trabalha e estuda em Fortaleza. Tenho uma promoção no meu celular que só cobra 0,25 centavos pela ligação que corresponde ao primeiro minuto e é muito bom, pois quando não tinha eu gastava muito para poder me comunicar com minha família?, afirma o estudante que ainda destaca que os gastos com telefone acabavam pesando nas contas no final do mês.

O fato é que, para o consumidor, a disputa das operadoras pelos clientes é algo a se comemorar, tendo em vista que para garantir a preferência, muitas têm ofertado pacotes e planos com tarifas diferenciadas. Outra opção que começa a conquistar os consumidores é a da compra de créditos para falar do computador conectado na internet através do uso do IP para telefone normal, seja ele fixo ou celular.

?Eu não conhecia o serviço, mas ano passado minha namorada viajou e para poder falar com ela sem ficar tão caro resolvi testar o serviço e deu certo. Adquiri os minutos através do cartão de crédito e fazia as ligações como se fosse ligação local?, revela o administrador Antônio Carlos Feitosa que usou o serviço e afirma ter aprovado a economia trazida pela nova forma de se comunicar. (M.R.)

Fonte: Mar­ci­la­ny Rod­ri­gues