Confira dicas para economizar na compra do material escolar na volta às aulas

Volta às aulas: veja dicas para economizar na compra do material escolar

Passadas as festas de fim de ano e as férias, é preciso voltar à realidade. A retomada, no entanto, é acompanhada por preocupações com despesas típicas do mês, como IPTU, IPVA, matrícula das crianças e a compra do material escolar.


A volta às aulas, porém, não precisa ser um caos, segundo o educador financeiro Reinaldo Domingos. Bem planejada e seguindo algumas dicas simples e econômicas, qualquer pai pode sair são e salvo deste início de ano - inclusive garantindo a saúde financeira.

“Para evitar começar 2015 no vermelho, por que não economizar no material escolar das crianças?”, questina Domingos.

Economizando e ensinando

Domingos conta que a primeira dica é propor uma brincadeira para reutilizar material escolar do ano anterior. Com a lista dos itens pedidos pela escola em mãos, os pais podem fazer um “Caça ao material escolar” com as crianças e pedir a elas que procurem, entre seus pertences, materiais que podem ser reutilizados, como canetas, lápis, livros, borracha, estojo e uniforme escolar.

“O tom tem que ser de brincadeira e desafio. Após juntar tudo que pode ser riscado da lista, dê algum prêmio às crianças, para incentivar a iniciativa”, sugere o educador. “Só neste passo, os pais podem economizar uma boa grana.”

Ainda antes de ir às compras, os pais podem ligar para outros e sugerir uma compra coletiva. “Normalmente, itens em grande quantidade saem mais em conta, sem comprados em uma loja de atacado.”

Pesquise, pesquise e pesquise

A busca pelo melhor preço começa na internet. Imprima ou anote os melhores valores encontrados na web para ter o que comparar ao sair de casa.

Outra regra para quem quer economizar no material escolar é deixar as crianças em casa. “Elas não se atentam aos preços nem à qualidade, mas aos materiais com personagens, que costumam ser mais caros”, explica Reinaldo.

Além disso, é preciso tempo e calma para visitar diversas lojas e negociar com os comerciantes. “Geralmente, os pais vão às compras na última hora e enfrentam mais filas e preços altos, com o aumento da procura. Aproveite a próxima semana e aproveite promoções, sem dor de cabeça, nem falta de material.”

Peça desconto

Mesmo que essa seja uma regra básica para qualquer compra, poucas pessoas pedem descontos. “A maioria tem grande dificuldade em realizar boas negociações, em função da timidez e da ideia de que o preço do produto não pode ser alterado, mas se fizer as compras com planejamento e com tempo é possível economizar bastante."

Se não puder pagar à vista, lembre-se que contas a prazo podem incorrer juros e que serão dívidas que devem ser planejadas no orçamento.

Pense no pós-compra

Depois de pesquisar e pechinchar muito, é necessário preparar o terreno para o próximo ano. “Ao chegar em casa, converse com os filhos para que eles conservem esse novo material. Faça com que eles participem das finanças da casa e não se esqueça de premiá-los pela ajuda", finaliza o educador.

Clique aqui e curta o Meionorte.com no Facebook

Fonte: Brasil Post