Emprego na construção civil supera 1milhão

Emprego na construção civil supera 1milhão

Dieese aponta crédito, isenções fiscais e investimentos como fatores para atingir a marca

O Brasil encerrou o ano passado com cerca de 1,11 milhão de trabalhadores da construção civil, segundo relatório do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) divulgado nesta segunda-feira (1º). Em 2008, havia aproximadamente 993 mil pessoas no setor, ou 12% menos que em 2009.

O estudo leva em conta seis regiões metropolitanas - Belo Horizonte, Distrito Federal, Porto Alegre, Recife, Salvador e São Paulo. Segundo o Dieese, a crise econômica mundial mostrou sua força no primeiro semestre, mas no segundo a economia brasileira reagiu e ocorreu um incremento nos postos de trabalho.

Da primeira para a segunda metade do ano, houve um aumento de 10,2% do número de pessoas empregadas. Os motivos que levarão a essa ampliação do mercado de trabalho foram “o aumento da oferta de crédito por intermédio dos bancos públicos, as isenções fiscais sobre materiais de construção e os investimentos públicos em infraestrutura e em habitação popular”.

O rendimento dos trabalhadores, entretanto, recuou em quatro regiões metropolitanas – Belo Horizonte, Distrito Federal, Recife, Salvador. A maior queda foi verificada na capital mineira, onde o trabalhador do setor recebeu em média R$ 739 em 2009 – contra R$ 856 em 2008. Por outro lado, São Paulo e Porto Alegre registraram elevações nos salários de 2008 para o ano passado.

Na capital paulista, houve um incremento de 1,6% nos vencimentos – em 2009, o trabalhador ganhou em média R$ 1.149. Na capital gaúcha, o salário médio passou de R$ 962 para R$ 1.021.

Fonte: R7, www.r7.com