Consumo de energia elétrica cresce 5,2% no Ceará

Assim como no País, os segmentos residencial e comercial puxaram o resultado do Ceará

Enquanto o consumo energ?tico brasileiro aponta para alta de 3,8% de janeiro a julho deste ano, em rela??o a igual per?odo de 2007; no mesmo comparativo, a energia utilizada pelos cearenses recebeu incremento de 5,2%. Segundo dados divulgados, ainda em car?ter preliminar, pela Companhia Energ?tica do Cear? (Coelce), no intervalo dos sete primeiros meses de 2008, o volume faturado pelo mercado cativo da concession?ria contabilizou 3,798 milh?es de MWh/m?s.

Assim como no Pa?s, os segmentos residencial e comercial puxaram o resultado do Cear?, com alta, respectivamente, de 4,7% e 4,9%.

Entre janeiro e julho deste ano, a Coelce recebeu 102,6 mil clientes novos e passou a totalizar cerca de 2,7 milh?es de usu?rios.

Se analisado julho de 2008, frente ao mesmo m?s de 2007, a eleva??o no consumo de energia foi ainda maior. Ao inv?s de 5,2% de incremento, 8,2% a mais de energia utilizada. No ?ltimo m?s, o total de energia distribu?da na ?rea de atua??o da Companhia alcan?ou 556,447 mil MWh/m?s.

Deste montante, tamb?m destacam-se o consumo faturado pela classe residencial, apresentando alta de 9,7% e fechando em 199,754 mil MWh/m?s; e pela classe comercial, que cresceu 8,7% e fechou os 31 dias do m?s passado absorvendo 115,357 mil MHh/m?s.

Brasil

Conforme apontou o estudo divulgado ontem pela Empresa de Pesquisa Energ?tica (EPE), entre julho de 2007 e de 2008, o n?mero de unidades consumidoras residenciais no Brasil aumentou 3,5%, o que reflete a incorpora??o de 1,8 milh?o de novas unidades. Nos 12 meses, o consumo m?dio das resid?ncias brasileiras foi de 148,1 KWh/m?s (1,1% acima do registrado no mesmo intervalo no ano passado). Na avalia??o da EPE, ?os resultados do consumo de energia el?trica seguem impulsionados pela evolu??o da atividade econ?mica?.

Isoladamente, em julho, o consumo, atendido atrav?s do sistema el?trico nacional totalizou 32.509 GW/h, o 2? maior do ano. Trata-se de uma alta de 6,1% sobre o registrado no mesmo m?s de 2007.

Novamente, os clientes residencial e comercial assinalaram as maiores expans?es, respectivamente, de 8,4% e 7,2%.

Regi?es

As regi?es brasileiras onde as altas foram mais expressivas foram: Centro-Oeste (7,7%), Sul (6,9%) e Sudeste (6,6%). No acumulado do ano, o consumo cresceu 3,8%, superando o resultado do 1?semestre (3,5%). As classes residencial e comercial lideram a expans?o, com taxas respectivas de 5% e 4,3%.

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br