Consumo de energia elétrica é o maior do ano em novembro

Consumo de energia elétrica é o maior do ano em novembro

EPE informou que ocorrência de "altas temperaturas" impulsionou consumo.

A Empresa de Pesquisa Energética (EPE) informou nesta sexta-feira (28) que o consumo de energia elétrica no Brasil atingiu, em novembro, 38,7 mil gigawatts-hora (GWh), 6,3% acima do verificado em igual mesmo mês de 2011. "Esta é a maior taxa registrada neste ano", acrescentou a EPE.

Segundo a Empresa de Pesquisa Energética, a "ocorrência de temperaturas elevadas impulsionou o consumo do setor de comércio e serviços e também das residências, que registraram a maior expansão do ano neste mês". De acordo com a EPE, apenas na região Nordeste os resultados dessas duas classes de consumo não foram superiores a 10%.

"De fato, em novembro deste ano houve maior frequência de dias quentes do que em novembro de 2011 (...) A ocorrência de um maior número de dias quentes influenciou significativamente a alta do consumo residencial em novembro, sobretudo no Sudeste e no Sul. O aumento da renda e a estabilidade no emprego são fatores que explicam o aumento estrutural do consumo das famílias: aumentou o estoque de eletrodomésticos nas residências, especialmente de condicionadores de ar", avaliou a EPE, por meio de resenha sobre o mercado de energia elétrica.

Regiões do país

No Sudeste, ainda segundo informações da EPE, houve "aumento expressivo" do consumo em todos estados da região: Espírito Santo (16%), Minas Gerais (11%), São Paulo (10%) e Rio de Janeiro (8%).

No caso do Rio, a EPE informou que que, em novembro, o aumento do consumo foi tal que acabou por compensar a ?perda? devida à reclassificação de condomínios residenciais para a classe comercial.

No Sul, informou a Empresa de Pesquisa Energética, o consumo aumentou 11,7%. "Também neste caso, credita-se este resultado principalmente às temperaturas elevadas que ocorreram na região", acrescentou.

Na região Nordeste, por sua vez, o consumo subiu 5,6%. "Este resultado, porém, está afetado por diferenças no ciclo de faturamento de importantes concessionárias da região. Corrigido o efeito deste fator, o crescimento registrado teria sido de 8%", informou a EPE.

Já na região Norte, a taxa de crescimento do consumo em novembro (+14,4%) está em linha com a dinâmica observada ao longo do ano, que acumula expansão de 9,2%

Indústria

Informações da EPE, mostram que o consumo de eletricidade na indústria aumentou 0,6% relativamente a outubro e 0,2% frente ao mesmo mês do ano anterior. "Após um período de cinco quedas seguidas, esta é a primeira taxa positiva na comparação "mês/2012 x mês/2011", mantendo a taxa anualizada em 0,3%", acrescentou o órgão.

Fonte: G1